A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

04/07/2014 11:32

Para mudar sistema, Funtrab deixa de emitir Carteira de Trabalho

Luciana Brazil
Diretora diz que emissões deverão ser digital em 30 dias, se tudo correr bem.Diretora diz que emissões deverão ser digital em 30 dias, "se tudo correr bem".
A carteira azul, feita manualmente, e a carteira digital. (Fotos: Marcos Ermínio)A carteira azul, feita manualmente, e a carteira digital. (Fotos: Marcos Ermínio)

Quem procura a Funtrab (Fundação do Trabalho) em Campo Grande para tirar a Carteira de Trabalho, não consegue obter o documento profissional desde a última terça-feira (1). Por dia, aproximadamente 60 pessoas deixaram de ser atendidas. Uma remessa do documento, enviada pela Superintendência Regional do Trabalho, deve ser entregue ainda hoje (4) na sede da Fundação, o que ajudará a continuidade no atendimento, segundo a diretora executiva do órgão, Lirce Cânepa Couto. O processo de digitalização das Carteiras de Trabalho, que teve início em 2013 no Estado, só começou na Funtrab em abril deste ano. Com essa fase de adaptação, incluindo a compra de equipamentos, o documento ficou restrito no órgão e comprometeu o atendimento.

Veja Mais
Termina hoje inscrição de processo seletivo da UFMS para professor substituto
Inscrições para seleção de professores do IFMS segue até o dia 11

Além da Funtrab, a Superintendência e a Funsat (Fundação Social do Trabalho) emitem a Carteira de Trabalho na Capital. Porém, a Funtrab é a única que, até então, emitia a carteira de forma manual, assim o documento ficava pronto na hora.

“A Funtrab foi a última a entrar nesse processo de digitalização. Até agora emitíamos a carteira de forma manual, o cidadão vinha até aqui e já saia com a carteira”, explica Lirce. Para obter o documento digitalizado a espera varia de 10 a 15 dias.

A compra de equipamentos - leitor biométrico e a mesa digitalizadora- já está em processo licitatório e em 30 dias, segundo Lirce, deverá ser finalizado. Para cobrir o período de adaptação e atender a demanda, a Funtrab solicitou uma remessa de carteiras ao Ministério do Trabalho, em Brasília, que já deveriam ter sido entregues. “Houve um atraso, mas acreditamos que até segunda-feira (7) o documento chegue”.

Para atender a urgência, a Superintendência enviará hoje (4) uma remessa remanescente do documento feito manualmente. “Essas carteiras enviadas pela Superintendência, além do que nós já estamos aguardando chegar de Brasília, vão atender a demanda durante 30 dias, o tempo que o processo integral de digitalização deve demorar para ser concluído”, afirma a diretora.

O importante, conforme Lirce, é informar a população sobre o os outros dois postos onde é possível retirar o documento. “Durante 30 dias as carteiras serão emitidas manualmente e depois disso, apenas digitalmente. Nos três postos de atendimento, o cidadão deverá esperar até 15 dias".

Termina hoje inscrição de processo seletivo da UFMS para professor substituto
Terminam hoje as inscrições de processo seletivo da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) para 12 vagas. As oportunidades são para profes...
Inscrições para seleção de professores do IFMS segue até o dia 11
Profissionais interessados em participar do processo seletivo do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), podem se inscrever até o próximo dia...
Prefeito autoriza realização de concurso público para Procuradoria Geral
O prefeito Alcides Bernal (PP) autorizou a realização de concurso público para a PGM (Procuradoria Geral do Município). De acordo com a publicação do...
Inscrições para concurso com salários de até R$ 12,6 mil encerram dia 11
A Prefeitura de Fátima do Sul está com inscrições abertas até o dia 11 de dezembro, para o concurso com 122 vagas e salários de até R$ 12,6 mil. As v...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions