A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

10/07/2012 15:41

Terceiro pedido de seguro-desemprego em 10 anos exigirá curso profissionalizante

Marta Ferreira

Brasília – Passa a vigorar a partir de hoje (10) nova regra para a concessão de seguro-desemprego a trabalhadores que solicitarem o benefício pela terceira vez em dez anos. Para ter acesso ao seguro, o trabalhador deverá fazer curso de qualificação profissional ou de formação.

Veja Mais
UFMS abre concursos públicos com 79 vagas e salários de até R$ 5,1 mil
Seleção de temporários da Reme recebe até sexta-feira inscrições

Essa nova condição vale em todas as capitais brasileiras e regiões metropolitanas – exceto no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde a regra passa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (16). A medidas é prevista pelo Decreto 7.721, de 16 de abril passado.

A nova regra de acesso ao seguro-desemprego será progressivamente implantada em outras cidades. A expectativa do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) é que, até agosto, a qualificação seja uma condição à concessão do benefício em todo o país.

Essa exigência será atendida pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), de 2011, que prevê ações para qualificar e dar assistência a cerca de 8 milhões de trabalhadores nos próximos quatro anos.

Para receber o seguro-desemprego pela terceira vez em dez anos, o trabalhador deverá apresentar a comprovação de matrícula em curso reconhecido pelo MTE ou pelo Ministério da Educação(MEC), com carga mínima de 160 horas, no ato do recebimento — que é feito na Caixa Econômica Federal.

Os trabalhadores receberão o benefício ao longo da realização dos cursos, que serão gratuitos e oferecidos por serviços nacionais de aprendizagem, como o Serviço Social da Indústria (Sesi), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senac).

Casa não haja um curso disponível na área de atuação do trabalhador ou na cidade onde reside, a concessão do seguro deixa de ficar condicionada à realização da qualificação. Nesse caso, o trabalhador poderá receber o benefício normalmente, sem a necessidade de comprovação de matrícula.

UFMS abre concursos públicos com 79 vagas e salários de até R$ 5,1 mil
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) está com dois editais abertos em concursos públicos, com salários de até R$ 5,1 mil. São 79 vagas...
Seleção de temporários da Reme recebe até sexta-feira inscrições
O cadastramento para a seleção de professores temporários interessados em compor o quadro reserva da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande ...
Três cursos gratuitos na área de informática estão com inscrições abertas
Estão abertas as inscriçõe em três cursos gratuitos na área de informática em Campo Grande. As qualificações são oferecidas pela Escola Estadual Arli...
Inscrições abertas para mestrados nas áreas de Zootecnia e Educação na UEMS
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), divulgou os editais de abertura para os mestrados Stricto Sensu em zootecnica, na unidade de Aq...



Só falta agora a indústria dos comprovantes de matrícula!
 
Gustavo Ribeiro em 11/07/2012 10:45:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions