A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

24/03/2011 14:08

Trabalhador evita alternativa para pedir seguro desemprego e ainda efrenta fila

Ricardo Campos Jr.

População continua madrugando em frente a SRTE

 Trabalhador evita alternativa para pedir seguro desemprego e ainda efrenta fila

São oitenta senhas para centenas de trabalhadores que desejam dar entrada no seguro-desemprego na SRTE (Superintendência Regional do Trabalho). Longas filhas continuam na madrugada ao longo da rua 13 de Maio, no Centro de Campo Grande, enquanto alternativas que reduziriam a necessidade de chegar cedo são evitadas.

Cinco meses depois da primeira matéria publicada pelo Campo Grande News, a reportagem voltou à Superintendência para ver o que mudou. Em novembro do ano passado, algumas pessoas chegavam um dia antes e dormiam em frente ao prédio porque não conseguiriam chegar a tempo se saíssem de casa pela manhã, por causa da distância.

Nesta quinta-feira, a atendente já alerta a respeito do problema: “Aqui tem que vim cedo. Você vindo umas cinco horas consegue”, disse por telefone. Entretanto, ela também explica que existem duas outras opções para o trabalhador: Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) e Funsat (Fundação Social do Trabalho).

Em janeiro o Campo Grande News publicou outra reportagem sobre a espera e constatou que esses dois órgãos haviam alterado a forma de atendimento. Na Funtrab, o agendamento passou a ser feito por telefone. O interessado entra em contato com um dia de antecedência e consegue marcar atendimento para o seguinte.

Na Funsat não há mais número limitado de senhas, que passaram a ser usadas somente para organizar o atendimento feito por ordem de chegada das 7 da manhã às 17 horas, sem intervalo para o almoço. Ou seja, o trabalhador pode comparecer em qualquer horário.

Práticos - O diretor geral da Funtrab Cícero Ávila disse, na reportagem publicada no início do ano, que os pontos de atendimento localizados em frente aos terminais Aero Rancho, General Osório e Guaicurus passavam por uma reformulação e seriam reativados para o seguro desemprego em até 3 meses, o que seria em abril.

O Campo Grande News entrou em contato com Cícero pela manhã para falar a respeito desse prazo. Ele prometeu retorno até o final da manhã.

No ponto de atendimento do Aero Rancho o atendente repassou o telefone para agendamento na sede da Funtrab. Já no localizado em frente ao General Osório a informação foi que não havia mais esse tipo de atendimento no local.

Práticos estão sem atendimento para seguro desemprego
Apesar de serem uma das alternativas para realizar o cadastro para seguro desemprego, os práticos estão com atendimento suspenso e sem previsão de re...
Trabalhador madruga na fila para pedir seguro desemprego
As senhas são limitadas e dezenas de pessoas madrugam na frente dos órgãos que realizam cadastro para receber o seguro desemprego em Campo Grande, em...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions