A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

21/12/2014 11:55

“A família está em choque”, diz irmão de vítima encontrada morta na MS-157

Viviane Oliveira
O casal, que estava desaparecido desde o último domingo, foi encontrado morto na tarde de ontem. (Foto: Dourados Agora)O casal, que estava desaparecido desde o último domingo, foi encontrado morto na tarde de ontem. (Foto: Dourados Agora)

A família está em choque”, diz Márcio Landrin Silva, 37 anos, irmão de Marco Antônio, 39 anos, e cunhado de Vilma Santana Toldato, 33 anos. O casal foi encontrado morto pelos familiares na tarde de ontem (20), em uma plantação de soja às margens do quilometro 9 da MS-157 após Carumbé, distrito de Itaporã. Os dois estavam desaparecidos desde a noite do último domingo (14), quando saíram de Dourados sentido a Maracaju, onde moravam.

Veja Mais
Casal desaparecido há uma semana é encontrado morto na MS-157
Polícia ainda não tem pistas do casal que desapareceu em estrada vicinal

Márcio relata que em buscas de notícia, a família decidiu fazer o mesmo percurso que o casal poderia ter feito e acabou encontrando os corpos. “Nós passamos de carro pelo local e sentimos um mau cheiro. Quando desci do veículo às margens da rodovia e olhei para o barranco avistei o corpo de Vilma, depois de alguns metros estava o do meu irmão”, lamenta.

Os corpos foram localizados em avançado estado de decomposição e por isso a polícia e os peritos criminais não puderam precisar a causa. “Os corpos foram para o IML (Instituto Médico Legal) para ser identificada a arma utilizada no assassinato”, diz Márcio.

Antes do crime - Vilma e Marco Antônio participaram de uma confraternização na hora do almoço, na casa de parentes, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande. “Eles estavam com R$ 400 para fazer compra no Atacadão, mas não compraram nada”, conta Márcio.

Por volta das 21 horas, os dois decidiram retornar para Maracaju. O sumiço das vítimas aconteceu no caminho entre as duas cidades. Marco Antônio havia bebido e quem dirigia o veículo era Vilma. O casal deu um telefonema para a filha, às 21h03, avisando que dentro de uma hora estaria em casa, mas eles não chegaram ao destino. O veículo em que viajavam foi encontrado incendiado na rodovia ITA-04, próximo a Itaporã, por volta de meia noite de domingo.

Vilma trabalhava em um loja como atendente e Marco Antônio era pedreiro. “A gente não faz ideia do que pode ter acontecido. Eles podem ter sido vítima de roubo que não deu certo”, lamenta Márcio. Ele disse ainda que o irmão foi encontrado de bruços e a mulher de barriga para cima.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions