A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

21/11/2016 11:50

“Achei que matariam toda minha família”, diz vice-prefeito eleito

Guilherme Henri

“Achei que matariam toda minha família”, disse o vice-prefeito eleito de Ribas do Rio Pardo, Luiz Carlos Dutra Junior (PDT), sobre os momentos de terror em que ele, sua esposa e dois filhos viveram com dois assaltantes na noite de domingo (20).

Veja Mais
Dupla assalta casa de vice-prefeito eleito e foge levando caminhonete
Polícia desarticula “família do tráfico” que mandava droga para Goiás

A família do político foi rendida por Luciano Ferreira de Fonseca, 30 anos, e Isac Gonzalez da Silva, 33, que estavam armados. Eles foram feitos reféns por pelo menos uma hora em sua própria residência, localizada na área central do município. A dupla fugiu levando dinheiro, joias, eletrônicos e a caminhonete da vítima, mas foi presa em Campo Grande horas depois.

De acordo com o vice-prefeito eleito, sua mulher estava sentada na frente da residência, pois minutos antes ele fazia companhia a ela. “Eu entrei e ela permaneceu lá na frente. Foi onde tudo começou, pois os assaltantes a renderam e entraram na nossa casa”, relata.

Luiz detalha que os bandidos estavam agressivos e os ameaçavam de morte a todo instante. “Meus filhos de 3 e 8 anos estavam em casa e ficaram apavorados. Enquanto eu fui deixado deitado em um quarto meus filhos e esposa ficaram na sala no poder dos bandidos”, conta.

A hora mais crítica, segundo o político foi o momento em que eles tinham acabado de revirar a casa em busca de pertences de valor e se comunicavam por telefone a espera de uma resposta se todos seriam mortos. “Essa foi a primeira vez que passei por uma situação como esta. Minha família esta abalada. Meus filhos não param de chorar”, desabafa.

Medidas – Questionado, como vice-prefeito eleito, Luiz admitiu que acredita que existe falta de efetivo e equipamento para a polícia do município. “Para resolver essa situação já faz parte em nosso plano de administração buscar parcerias junto ao Governo do Estado para pedir mais homens e equipamentos para a polícia de Ribas do Rio Pardo, pois o município passa por uma ‘onda de violência’”, afirma.

Assalto - Segundo registro policial, a esposa de Luiz, de 34 anos, estava em frente de casa por volta de 20h, quando dois homens armados a abordaram. A mulher gritou pelo marido que, ao sair, se deparou com um dos bandidos segurando a esposa e o outro apontou para ele uma arma, aparentemente de calibre 38.

Um dos bandidos gritou para o vice-prefeito entrar e perguntou quem mais estava na casa. Os autores colocaram a mulher e os dois filhos do casal na sala e Dutra em um dos quartos, enquanto o outro bandido revirava a casa.

A todo momento, Isac gritava para as vítimas ficarem de cabeça baixa, se não, mataria todo mundo. Por várias vezes, ainda segundo o registro policial, os bandidos diziam que eram de Água Clara e que iriam retornar para o município e depois seguiriam para Três Lagoas. Isso tudo, na tentativa de despistar a polícia.

Depois de revirarem a casa, os bandidos colocaram dentro da caminhonete, uma Nissan Frontier, uma televisão, brincos, perfumes e algumas moedas. Isac ficou na casa por mais 40 minutos e depois recebeu um telefonema.

Ele saiu dizendo que era para as vítimas ficarem mais 15 minutos dentro da casa, pois se não, amigos dos bandidos os matariam. Um homem em uma moto esperava Isac na frente da casa.

Prisão - A Polícia Militar de Campo Grande foi acionada por volta de 21h, uma hora após o assalto, por policiais de Ribas do Rio Pardo e informada que possivelmente, os bandidos estavam indo para a Capital.

Na BR-262, altura do macro-anel rodoviária, os policiais ficaram esperando os bandidos e quando avistaram a caminhonete, iniciaram a perseguição.

Neste momento, o bandido que conduzia o veículo, entrou na Avenida Guaicurus, e se deparou com o bloqueio realizado pela PM com o apoio de outras viaturas policias do pelotão do bairros das Moreninhas.

Ao avistarem o bloqueio, os bandidos abandonaram o veículo e tentaram fugir, mas foram capturados. Na delegacia, eles confessaram o roubo.

Luciano contou que ficou do lado de fora de casa e tinha a função de dirigir o veículo até Campo Grande. Os pertences roubados estavam dentro da caminhonete.

Dupla assalta casa de vice-prefeito eleito e foge levando caminhonete
Luciano Ferreira de Fonseca, 30 anos, e Isac Gonzalez da Silva, 33, foram presos na noite de domingo (20) após renderem a esposa e o vice-prefeito el...
Jovem cai em golpe de recarga premiada e deposita R$ 20 mil para estelionatário
Um jovem de 28 anos caiu no golpe da recarga premiada e depositou R$ 20 mil para estelionatários. Além disso, ele foi instruído a colocar R$ 50 de cr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions