A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

31/05/2013 12:32

“Estamos rezando para que pior não aconteça”, diz dona de área invadida

Aliny Mary Dias

O clima na Fazenda Esperança, invadida por um grupo de 500 índios na manhã desta sexta-feira (31) em Aquidauana, é tenso, segundo uma das donas da propriedade, Miriam Alves Corrêa. Os índios deram prazo de 24 horas para que o cunhado de Miriam, Nilton Carvalho da Silva Filho, a esposa e dois filhos adolescentes saiam da sede da fazenda.

Veja Mais
Índios dão 24h para família sair de fazenda invadida em Aquidauana
Índios terena de 7 aldeias invadem Fazenda Esperança, em Aquidauana

A fazendeira disse ao Campo Grande News que todos estão assustados, pois o grupo que invadiu a fazenda é de sete aldeias da região. “Estamos com medo e rezando para que o pior não aconteça. Esse grupo não são os índios que estamos acostumados a conversar, eles não nos conhecem”, conta Miriam que está em Campo Grande.

De acordo com a dona, os índios disseram que se a família não sair da sede em 24 horas, o grupo não se responsabiliza pelos atos. O acesso à fazenda Esperança está bloqueado pelos indígenas e ninguém pode entrar na propriedade.

“Eles estão isolados, estamos tentando resolver as coisas daqui, mas está muito complicado”, explica Miriam. O advogado que representa a família, Sérgio Muritiba, afirma que um pedido de reintegração de posse será ingressado na Justiça Federal ainda hoje.

A fazendeira critica a ação da Funai (Fundação Nacional do Índio) em uma possível incitação à violência. “Esses índios são tratados como massa de manobra e o grande impasse é que a Funai não espera o resultado de nenhum julgamento e incita os índios. Tem gente querendo caos no campo”, afirma.

O delegado da Polícia Civil na cidade, Mário Donizete de Queiroz, afirma que um capataz da cidade procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência sobre a invasão. O caso será registrado como esbulho possessório e por se tratar de disputa de terras, o capataz foi orientado a levar uma cópia do registro para a Polícia Federal em Campo Grande.

Invasão – Os índios fazem parte de sete aldeias de Aquidauana e reivindicam a ampliação da terra indígena Taunay Ipegue. A briga judicial entre fazendeiros e o povo terena é muito parecida com a situação da Fazenda Buriti, em Sidrolândia, onde ocorreu o conflito ontem (30).

Em Aquidauana, os índios vivem em pouco mais de 6 mil hectares, mas lutam pela ampliação para 33 mil. Essa área já foi identificada como indígena por estudos antropológicos e abrange todo o distrito de Taunay, que hoje tem 93 imóveis.

Os índios que estão na fazenda Esperança vieram das aldeias Taunay, Ipegue, Colônia Nova, Água Branca, Imbirussu. Bananal e Lagoinha.

Índios dão 24h para família sair de fazenda invadida em Aquidauana
O grupo de 500 indígenas que invadiu a Fazenda Esperança na madrugada desta sexta-feira (31) exige a saída do casal e de dois filhos adolescentes que...
Índios terena de 7 aldeias invadem Fazenda Esperança, em Aquidauana
Cerca de 500 índios da etnia terena, de sete aldeias de Aquidauana, invadiram na madrugada de hoje a Fazenda Esperança. O grupo quer a ampliação da t...
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...



A guerra já começou? Agora está na internet? Ainda bem que flexas tacapes, borduna e balas não saem pela tela do computador. Agora que tem muito "branco" interessado que os índios tenham mais terras isso tem ... já se questionaram o porquê??? Principalmente essas terras que farão fronteiras entre dois países??? Alguém o sabe porquê??? EXPLORAÇÃO POR OUTROS GRINGOS E INTEGRANTES DA COSA NOSTRA PETRÁLIA.
 
Carlos Marques em 01/06/2013 11:25:31
O negócio é acaba com estes índios como fizeram os Estados Unidos.!!!! Igual não fazem nem pra comer, pra que vão querer terras?? Pra planta mandioca???
 
GUSTAVO ALFREDO em 01/06/2013 11:25:19
Pessoal quer um conselho de amigo, quem tiver como ir embora deste país que o faça, pois isso aqui não tem mais solução!! Virou terra de ninguém!!!
 
Marcos Maia em 01/06/2013 10:41:44
Pois é, concordo com um comentário, pare de rezar, e comece a cobrar da justiça, o transtorno que os indios estão te causando. Se tivessemos um governo que se preocupasse mesmo com o povo,já teria botado ordem!
 
Caio Prado em 01/06/2013 10:41:39
Bom dia a todos, sou india terena com muito orgulho, sou da aldeia IPEGUE, próxima da Fazenda Esperança, faço Engenharia Florestal, último ano, como os nobres colegas Brancos colocaram e puderam expor suas opiniões, gostaria de aqui deixar registrado a minha indignação por parte de vocês que com certeza nunca visitaram as comunidades indígenas e pelo visto nem gostariam, mas que expõem de maneira contraditória toda a realidade vivida nas aldeias e especificamente na região de Taunay, ocorrre que estamos reinvindicando o que é nosso por direito e não somos animais que não sabemos cumprir ou acatar ordens, digo a Senhora Mirian que respeitávamos e muito o Sr. Enio, que sempre nos ajudou mas desde a sua morte isto já não foi mais possível...
 
Nilziane Paiz em 01/06/2013 09:51:40
Vou resumir as indagações referentes ao cumprimento das leis.... " LEI... FOI CRIADA SOMENTE PARA SER CUMPRIDA POR TODOS BRASILEIROS" " MENOS PELOS INDIGENAS, INDIO NÃO TEM OBRIGAÇÃO NENHUMA DE CUMPRIR LEI ' portanto nem temos nada a questionar... tudo esta consumido e tudo esta consumado, ,,,, indio se produzir não paga imposto e nem tem obrigação com a nação e nem com governo, indio compra PINGA e da calote e ninguém tem direito de reclamar... indio ultimamente quer fumar cachinbo da paz regado com sativas e pedras de pasta... Indio é igual passarinho que voa alto e pousa no galho que quiser... " QUE BELO NOSSO BRASIL"...
 
Luiz Katedral em 31/05/2013 23:24:45
CINTIA BEZERRA POSSAS,para seu governo em MATO GROSSO DO SUL, não existe terras griladas, palavras do historiador HIDELBRANDO CAMPESTRINE, compramos as terras temos escritura pagamos impostos, até hoje por mais de oitenta anos.Você é tão culta que não sabe disso eles são invasores, agressores, mesmo, somos invadidos há mais de 10 anos. Invadem para arrendar para pessoas sem escrupúlos que sabem nos conhecem mesmo assim arrendam e pagam para eles e nos moramos de favor , fazendo serviços para pagar morada. por favor não fale o que não sabe culta.Nunca recebi vale renda, bolsa familia, sacolao,sálario maternidade,nenhuma ong me ajuda,se quiser ter alguma tenho que ralar,não danço ou fumo. Leia mais se informe,a palavra está clara invasores e PROPRIETARIA.
 
sõnia maria ribeiro em 31/05/2013 22:08:36
Entre os trinta principais itens de exportação brasileiros, achamos como relevante apenas a Embraer com exportação de avião e alguma industria multinacional automobilistica. O resto tudo está ligado a terra, como minérios, açucar, comodities agrícolas, carnes, sucos e poraí afora. A balança comercial brasileira é altamente dependente do agronegócio.Milhões de empregos estão ligados direta ou indiretamente a este setor. Aqui neste pequeno espaço não dá para abordar a importancia deste tema.
Agora, começar a dar terras produtivas a indios? Que na verdade não são mais indios.
Deixa de lorota. Este modelo de aumentar aldeias aqui no Ms ou em SP ou no Pr. Isto não tem nenhum fundamento, nem economico, nem moral, nem ético.Não vão trabalhar e estudar p. ver.
 
Valtrudes Martins em 31/05/2013 21:46:05
Sr Samuel Gomes-Campo Grande morreu um agricultor covardemente com facadas,pauladas e pedradas nas mãos dos índios e não li nem um cometário do Sr sobre o assunto,dá há entender que se o índio mata pode??? Se um índio morre vira mártir??? Vamos deixar de hipocrisia...
 
arivaldo paiva em 31/05/2013 20:53:58
Nossa nunca vi tanto especialista na área indígena , se índio quer terra de terra para índio, aos especialistas e defendores da invasao de duas casas aos indios pois esta na terra que era deles tambem. Info nso quer terra bruta quer terra nua para plantar banana e mandioca e deixar seus filhos passarem fone e serem tratados pela comida feita pelos brancos, transportada e preparada pelos brancos. Ora de do indico trabalho e se ele produzir terá terra.
 
Paulo Sérgio em 31/05/2013 20:49:59
Interessante o Sr Roberto Ferreira,saída espontânea,tranquila e negociada,mas negociada por quem??? Pelos índios??? Então pra que serve os ministério publico(juízes,desembargadores,ministros)??? Se o que vale é a lei do índio!!!
 
arivaldo paiva em 31/05/2013 20:46:57
PRA IMPOR ORDEM E RESPEITO SÓ MESMO O EXÉRCITO COM OS TANQUES DE GUERRA. ISSO JÁ É UMA GUERRA DECLARADA PELOS INDÍGENAS. QUE MUNDO NÓS ESTAMOS SE NEM ORDEM JUDICIAL ESSE INDIOS RESPEITAM? TRABALHA Q É BOM ELES NÃO QUEREM, GANHAM TUDO DO GOVERNO E AGORA DOMINAM ATÉ A POLÍCIA. LAMENTÁVEL.
 
ANtonio dos Santos em 31/05/2013 20:32:30
opinando de forma neutra, sem aplicação para o caso específico e sem acusar qlquer das partes pelo ocorrido - até pq a situação é delicada e não se tem prova de quem atirou -, mas, no geral o q está a acontecer é q no Brasil os índios, d há muito, vêm se sobrepondo às autoridades e aos Poderes constituídos. Desafiam a Justiça, desafiam o poder de polícia do Estado, desrespeitam a ordem social. Qdo aculturados, eles têm noção de suas condutas. Então, q se curvem às leis, como fazem as outras raças (brancos, negros, amarelos....) e q saibam esperar pacificamente a decisão final da Justiça.
 
Derci Rezende em 31/05/2013 20:02:55
Por que não vão invadir as fazendas do Lula e seu filho?? Da Dilma, sei la, de algum político forte por ai... Não sei se é boato, mas, acredito que não seja, fiquei sabendo que as índias ganham do governo um ''incentivo'' de R$3.000,00 POR cada filho que elas parem... e com isso, brota filho igual chuchu em serra... Esse país esta se transformando cada vez mais numa baderna sem fim... lembro bem de um conhecido que tinha uma fazenda ali ao lado da fazenda Buriti em Sidrolandia, onde tem uma aldeia ali bem perto, uma fazenda bonita produtiva e certo dia esse fazendeiro chegou la e estava proibido de entrar na sua casa, não teve chance nem de pegar o seu cachorro, tão pouco as suas cuecas que estavam dentro da sua casa... Vão la cambada, vão roubar as calcinhas da Dilma...
 
Carla Cristina em 31/05/2013 20:00:39
Infelizmente e como Ney Fernando falou. Indio e que manda no Brasil......o branco nao tem direito a nada mesmo. Queria ver se fosse fazenda da sra Dilma ou outro manda chuva. Sera que iam ficar a merce dos indios????????
 
Ila Maria em 31/05/2013 17:55:58
Senhor ROBERTO FERREIRA FILHO para sua informação não sou fazendeiro,nem ruralista,nem latifundiário,sou trabalhador assalariado que elegi pelo voto politicos que me prometeram boa educação,boa saúde e boa segurança,fatores que até ontem não cumpriram,mesmo assim não quebrei hospital,não invadi escolas e nem enfrento a policia,se o senhor não le noticias eu e o demais brasileiros lemos,afinal,segundo os indigenas após um prazo de 24 hrs não se responsabilizam pelo que vai acontecer,que alguem tem que morrer(policia ou fazendeiro)essas não são minha ideologia e sim de um povo pacifico,guerreiro e injustiçado,quem garante a segurança daqueles que lá estão?o senhor? funai?o governo?Me responda,porque os indigenas dão prazos e não cumprem prazos?porque são a lei e não respeitam as leis?
 
ney fernando em 31/05/2013 17:32:50
Pior que ler a notícia chamando os índios de invasores e a invasora de proprietária é ler os comentários ignorantes do povo, que formulam suas opiniões pelo que passa na TV e não pela realidade em que esses índios vivem...

Pra que tanta terra? que tanta terra? se ta tudo ocupado por grileiros e ruralistas!
 
Cintia Bezerra Possas em 31/05/2013 17:31:37
A proveito a deixa do nosso campograndenews p explicar "pra que tanta terra"? Na verdade os nativos querem é sua liberdade e sua independência, mas para isso se faz necessária a devolução daquilo que outrora eram seus. O homem branco já não tem rios para nadar, vivem em cubículos chamados casas e apartamentos, criam seus bichos de estimação em gaiolas, presos e agora pagam para comer a carne de jacaré e de peixes. Onde vivem é tudo limitado e não podem ir além de seus limites. A natureza nos oferece tudo de graça, não veem que vez em qdo encontramos jacarés, lobinhos e outros bichos no centro da cidade? O habitat, a terra significa LIBERDADE pra ir e vir e isso que o nativo quer. Sacolão, balinhas e espelho não querem mais ganhar, querem conquistar para ter. Essa é a nossa ESPERANÇA.
 
samuel gomes campo grande II em 31/05/2013 17:18:31
Isso é uma verdadeira barbaridade o que esta acontecendo em nosso estado, e porque não dizer no Brasil. De uns anos para cá as coisas desandou de um jeito que não dá para acreditar ,a situação de que trabalha arduamente chegar ao ponto , de ver seus pertences ficar em disputa com um bando de desocupado , cachaceiros e além do mais querendo serem os donos da razão , não obedece leis , o melhor não obedecem a nada e a nínguém , agora vir me dizer que foram eles que primeiro aqui chegaram , digo os que chegaram primeiro já viraram pó , compete a nossos governantes e autoridades a colocar ordem na situação ora desencadeada , se não teremos que entregar nossas propriedades a esses "povo"e deixar que uma nação inteira , dependa da produção destes pioneiros. pra ver o que acontece com o brasil.
 
JOSE EDINEIS PARDIM em 31/05/2013 17:02:27
Os problemas só se agravam por causa da morosidade. Tem gente que entra na justiça pelo seus direitos "morre" e não consegue resolver. Porque tudo no governo, parece que é calote. Quando se tem direito, não resolve, não recebe. Tem político que não quer pagar os precatórios, quer dizer que ficou fácil dar calote é só a situação comprar e não pagar e o outro que assume não paga também. Se as terras forem dos índios que devolva pra eles, mas se for dos pecuarista que devolva pra eles também, o que não pode é ficar neste empurra empurra.
 
Antonio Reis em 31/05/2013 16:55:44
bom se é assim de fato, ta tudo errado !!! quando descobriu se o brasil os indios ja estavam nessas terras. Nao e pq fizemos o desenvolvimento, as benfeitorias , e tudo mais que a terra e nossa. SÓ PODE SER ISSO QUE O GOVERNO QUER, DEVOLVER TUDO PROS INDIOS, E NOS VAMOS MORAR NO MEIO DO MATO " SE DEIXAREM " ...esse e o jeito petista de... DESGOVERNAR ....AFF
 
ANDRE SOLEY em 31/05/2013 16:30:58
Na fazenda buriti,a comoção é grande com a morte do índio,a população,defensores e promotores públicos,direitos dos manos,ministro da justiça,funai,procuradores e até o Joaquim Barbosa estão comovidos,mas o caso da senhora Miriam Alves Correa não vai da ibope,portanto siga o conselho do Ney Fernando e saia logo daí ou vai virar estatística...

 
arivaldo paiva em 31/05/2013 16:05:55
estou acompanhqndo essas invasoes descrente no que leio. È facil assim?? entra e manda o dono sair??? Que pais é esse?? Não há uma disputa judicial???. Vamos ver os indios querem o que exatamente????? nao sou estudioso, mais para que tanta terra? Como ve eu so tenho perguntas. Alguem poderia me exclarecer??? Não sou a favor de violencia, mais mater gente em "cativeiro" nao e sequestro?? ( crime hediondo). Alguem me de uma luz.
 
alex souza em 31/05/2013 15:53:01
É uma vergonha esse nosso País,onde indios fazem o que querem...policia neles sí preciso forças armadas até eles arrumarem serviço e irem trabalhar,bando de sem o que fazer.
 
odevair de brito oliveira em 31/05/2013 15:47:34
Boa tarde, o conselho do amigo aí de cima, Ney Fernando, tem fundamento em partes. Ora se eu tenho um imóvel, trabalho para mante-lo, e entregar assim?? que lei é essa???daqui a pouco todos vão que sair de suas propriedades por que os indios querem tomar posse.... FALA SÉRIO!!!!!
 
Vera Di Giorgio em 31/05/2013 15:37:56
INFELIZMENTE HOJE, O HOMEM DE BEM É REFÉM DESSA CORJA ACOBERTADA PELO GOVERNO QUE NADA FAZ E A FUNAI ENTÃO.... NÃO PASSA DE UM CABIDE DE EMPREGOS E DE INTERESSES DOS QUAIS OS ÍNDIOS NÃO SÃO UM DELES.... SALVE-SE QUEM PUDER. DEUS AJUDE ESSAS PESSOAS DE BEM.
 
WALFRIDO FIORI em 31/05/2013 15:36:48
O estopim está se acendendo e ainda há tempo de apaga-lo. Como? A saída imediata dos Correias das terras indígenas e que há muito tempo está invadida por eles. Diz a invasora que ela não conhece os índios e que está acostumada a conversar com índios, mas esses ela não conhece. Significa que não é de hoje que esse povo vem enrolando os terenas. Agora chegou a hora!!! Uma ocupação pacifica e ordeira com voz e comando, não havendo a necessidade de violência por parte dos assassinos do irmão de Buriti. Na região são mais de 20 mil indígenas dispostos a ir a luta, pacifica, para garantir o futuro dos filhos netos e bisnetos. Vejam a historia e verão que índios já foram mortos ao caçar na "fazenda Esperança", por jagunços dos Correia.
 
samuel gomes-campo grande em 31/05/2013 15:20:55
A fazenda Esperança foi fundada 20 anos antes da criação da reserva indígena vizinha e que tinha, na fundação, 154 índios. Mesmo abandonada pelo poder público, hoje são mais de 3000 almas. O esquema de invasão tem como objetivo encobrir a incompetência do poder público em promover o progresso dos índios. A família do proprietário Ênio Alves Corrêa só trabalha com índios, a vida toda. Fez mais pelos terenas do que a Funai, que prima pela inutilidade e facilitação à manipulação e invasões. É para encobrir sua incompetência. Isso é uma vergonha, uma canalhice do poder público..Vitimas do abandono, agora o índio é vitima da manipulação política e ideollógica,
 
Valfrido M. Chaves em 31/05/2013 15:06:30
Sem alarmismo ruralista, Sr. Ney... Se a intenção fosse a de matar, não dariam prazo para uma saída espontânea, tranquila e negociada... E o Sr. sabe a realidade desta terra? Sabe se já houve demarcação?
 
Roberto Ferreira Filho em 31/05/2013 14:58:11
Isto é absurdo!!! A Lei é para todos, se indios não cumprem e querem fazer justiça, não se deve ceder a eles. Indios estão levando suas familias para o confronto com a policia, pq não valoriza seus entes queridos. Assim sendo não se deve ceder a eles, do contrário qdo cismarem que minha casa pode ser deles, viram me tomar a força.
 
Mirtes Lourenço Camilo em 31/05/2013 14:38:58
Senhora MIRIAM ALVES CORREA,pare de rezar e abandone sua propriedade,tire de lá seus pertences e funcionários,pois qdo acabar o prazo de 24hrs dado pelos indios só DEUS sabe o que lhes pode acontecer,se algum dos seus morrer acredite,não terá oab,cimi,funai,direitos humanos ninguem por vcs,os indios não acatam ordens,porem eles dão ordens,a senhora teve a oportunidade de ver a sede da fazenda BURITI?leu o que eles disseram?que alguem precisa morrer,seja um policial ou o fazendeiro?Reze em um lugar seguro,pois infelizmente hoje a senhora é refem do seu próprio patrimonio
 
ney fernando em 31/05/2013 14:07:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions