A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

05/12/2012 19:13

"Não atrapalhou", diz estudante que levou filho à prova do Enem

Gabriel Neris
Pâmela com a mãe e o bebê em frente ao colégio onde realizou a prova do Enem (Foto: Luciano Muta)Pâmela com a mãe e o bebê em frente ao colégio onde realizou a prova do Enem (Foto: Luciano Muta)

Um mês depois de ter o filho durante a realização da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no banheiro da escola estadual Catarina de Abreu, em Sidrolândia, Pâmela de Oliveira Lescano, de 18 anos, voltou à sala de aula hoje (5).

Veja Mais
Estrela do Enem, estudante de MS faz prova ao lado do filho
Jovem que deu à luz durante Enem diz que bebê foi incentivo a mais

A estudante fez a prova na escola municipal Olinda Brito de Souza acompanhada da mãe, da irmã de seis anos, e do recém-nascido Everton. E teve que alterar a concentração em fazer a prova e amamentar o filho de um mês.

Everton ficou sob supervisão da mãe. Cada choro era a dica para que a jovem deixasse a sala de aula e a prova pela metade para acudir o filho. Durante as quatro horas que esteve na escola foram três saídas da sala de aula.

Questionada se as pausas para alimentar o bebê prejudicaram seu desempenho no Enem, Pâmela é direta. “Que nada, não atrapalhou em nada”.

A estudante também avaliou o próprio desempenho na prova de hoje e acredita num resultado positivo. “Algumas questões estavam hiper difíceis”. Ela diz que as questões mais complicadas eram as de português e matemática. “Acho que o resultado vai ser bom”. A estudante tenta vaga para cursar Medicina Veterinária.

Enem – Em Mato Grosso do Sul estavam inscritos 1.058 em situação de prisão. Eram 1.022 de estabelecimentos penais da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), 30 do Presídio Federal e seis de Uneis (unidades educacionais de internação).

Em Campo Grande, o exame foi aplicado no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, Instituto Penal de Campo Grande, Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, Centro de Triagem “Anísio Lima”, Centro Penal Agroindustrial da Gameleira e na unidade semiaberta feminina, além do Presídio Federal e das Uneis Dom Bosco e Estrela do Amanhã.

As provas também foram aplicadas em unidades de Amambai, Aquidauana, Bataguassu, Cassilândia, Corumbá, Dourados, Dois Irmãos do Buriti, Jateí, Jardim, Naviraí, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas.




Como a imprensa Sul-mato-grossense destinou boa parte dos noticiários - com entrevistas em TVs, Rádios, Jornais e Site - para essa mulher que ao contrário de ser o tal "símbolo" do Enem será na verdade uma apologia ao sexo. Todo o espaço a ela destinado até deveria ser, caso a mesma tivesse descoberto vacina contra a AIDS, o Câncer o Ebola.. entre outras doenças até o momento incurável ou então, caso a mesma seja aprovada tirando dez e passando em primeiro lugar em todo o Brasil. Agora só pelo fato de a mesma ter "parido" e ter feito exame do Enem? Ah faça-me o favor né... eu acho que têm matérias mais importantes para ser enfocadas.
 
Gilson Giordano em 06/12/2012 09:40:53
PESSOAL CADÊ O PAI DESSA CRIANÇA? TA TODO MUNDO PAPARICANDO ESSA ADOLESCENTE QUE SUPOSTAMENTE NÃO SABIA QUE ESTAVA GRÁVIDA. 9 MESES COM A BARRIGA EM DESENVOLVIMENTO E ELA NÃO SABIA. MAS NINGUÉM TOCA NO ASSUNTO DA PATERNIDADE, FAMILIA TA AI NA MIDIA PEDINDO AJUDA, DOAÇÕES E O PAI CADÊ ..ELA NÃO FEZ ESSA CRIANÇA SOZINHA!!!
 
lARA MENEZES em 06/12/2012 07:17:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions