A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

15/10/2015 08:52

Ação recolhe mais de 900 quilos de embalagens vazias de agrotóxicos

Flávia Lima
População colaborou com ação para evitar contaminação ao meio ambiente. (Foto:Divulgação)População colaborou com ação para evitar contaminação ao meio ambiente. (Foto:Divulgação)

Ação realizada através de parceria entre a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Agência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Agraer) e Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens vazias), arrecadou mais de 900 quilos de embalagens vazias de agrotóxicos em Angélica.

Veja Mais
Lavouras de Dourados utilizam de 24 a 30 litros de agrotóxicos por hectare
Empresas são autuadas em R$ 50 mil por transporte ilegal de agrotóxicos

Também integraram a ação de coleta, a Aranav (Associação das Revendas de Agrotóxicos de Naviraí), prefeitura e o sindicato rural.

Segundo o fiscal estadual agropecuário responsável pela fiscalização do uso e comércio de agrotóxicos em Angélica, Émerson Cassuci, os produtores estão mais conscientes sobre a importância de cumprir as leis e colaborar com a conservação do meio ambiente.

O representante do Inpev, Hamilton Frandolli, e o gerente da Aranav, Vanderson França, ressaltaram que os resultados das outras oito coletas itinerantes realizadas este ano na região também atenderam as expectativas e foi possível observar que o fortalecimento das parcerias entre prefeituras, sindicatos e agências estaduais, vem garantindo resultados expressivos nas ações.

Vale ressaltar que o armazenamento de agrotóxico e embalagens de forma irregular pode acarretar multa ambiental de cerca de R$ 15 mil, como ocorreu em julho, com um fazendeiro de Chapadão do Sul.

Conforme a lei 7802/89, os usuários de agrotóxicos e seus componentes deverão efetuar a devolução das embalagens vazias dos produtos aos estabelecimentos comerciais em que foram adquiridos, de acordo com as instruções previstas nas bulas, no prazo de até um ano, contado da data de compra, ou prazo superior, se autorizado pelo órgão registrante, podendo a devolução ser intermediada por postos ou centros de recolhimento, desde que autorizados e fiscalizados pelo órgão competente.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions