A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

01/05/2015 07:40

Acusado de latrocínio morre dentro de presídio e polícia vai investigar

Viviane Oliveira
José Leandro, quando foi preso pela Polícia. A mulher ao lado também foi presa na época acusada de ter dado abrigo para José e o menor depois do crime. (Foto: Guta Rufino/Perfil News)José Leandro, quando foi preso pela Polícia. A mulher ao lado também foi presa na época acusada de ter dado abrigo para José e o menor depois do crime. (Foto: Guta Rufino/Perfil News)

A Polícia Civil investiga a morte de José Leandro Carvalho de Jesus, 18 anos, na tarde de ontem (30) na Penitenciária de Segurança Média, em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. Ele é um dos acusados de ter participado do assalto que resultou na morte de Maísa Martins, 12 anos, em dezembro do ano passado.

Veja Mais
Acusado de participar de roubo seguido de morte se apresenta à polícia
Polícia prende mulher suspeita de envolvimento na morte de menina

De acordo com boletim de ocorrência, 194 presos estavam no banho de sol, monitorados por um único agente penitenciário, quando começou uma gritaria dos presos pedindo por socorro dizendo que um interno passava mal.

José Leandro foi levado para a enfermaria pelos próprios detentos, mas já chegou morto ao local. Ele estava com ferimentos na boca, pescoço e cabeça. Ainda conforme registro policial, o rapaz estava na cela nove do pavilhão 1. O caso foi registrado como morte a esclarecer e será investigado pela 2ª Delegacia de Polícia Civil.

Caso - José é acusado de ter participado junto com um adolescente de 16 anos do assalto que resultou na morte de Maísa, em dezembro do ano passado. Segundo a polícia, o menor foi quem disparou contra a vítima.

Na época, o adolescente contou em depoimento que no dia do crime passou por dois homens e uma mulher e viu que um deles usava uma corrente de ouro. Maísa não estava entre as pessoas, ela chegou depois, segundo depoimento do menor. Interessado na joia, o menino foi até um terreno baldio desenterrou a arma, que guardava no local, e chamou o amigo, José Leandro, para fazer o assalto. De bicicleta, os dois abordaram as vítimas e o menor anunciou o assalto dizendo “Ficam de boa, eu só quero a corrente”.

Assustada, Maísa começou a gritar e o assaltante disparou um tiro na região da cabeça dela. A menina morreu ao dar entrada no Hospital Auxiliadora. Depois de ter atirado, os dois fugiram de bicicleta. Com medo de ser preso, o menor foi trazido pelo padrasto para casa do tio, em Campo Grande.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions