A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

13/04/2015 17:27

Acusado de matar ex-policial federal disse que estava sendo ameaçado

Mariana Rodrigues
Carmelito Pereira do Nascimento, 62 anos, foi morto a tiros no último dia 5. (Foto: Jornal Tribuna Livre)Carmelito Pereira do Nascimento, 62 anos, foi morto a tiros no último dia 5. (Foto: Jornal Tribuna Livre)

A Polícia prendeu o acusado de matar o ex-policial rodoviário federal Carmelito Pereira do Nascimento, 62 anos. Uelinton Duarte Azambuja, 26 anos, se apresentou na última quarta-feira (8), na 1ª Delegacia de Polícia de Paranaíba.

Veja Mais
Mulher é presa ao tentar entrar com droga no presídio para entregar ao marido
Polícia prende em flagrante quatro irmãs acusadas de tráfico de drogas

Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Arivaldo Teixeira, Uelinton alegou que estava sendo ameaçado pelo ex-policial após se envolver afetivamente com uma ex-companheira de Carmelito.

Na semana anterior ao crime eles se encontraram em um salão de festas da cidade e Uelinton teria sido agredido por uma terceira pessoa, que segundo ele, teria sido a mando de Carmelito.

Após a confusão, o acusado vendeu moto que usava para trabalhar como mototaxista e comprou a arma já com a finalidade de cometer o crime contra o ex-policial.

Após relatos de testemunhas que informaram as características físicas do acusado, e disseram que ele usava óculos de grau, os policias chegaram até a identidade de Uelinton. Eles foram até a casa do autor que confirmaram as características de Uelinton.

Após a Polícia encontrar e apreender a moto que teria sido vendida para comprar a arma, a advogada do acusado entrou em contato com a Delegacia informando que seu cliente iria se entregar.

Arivaldo disse ainda que não será necessário a reconstituição do crime, uma vez que o acusado esclareceu em detalhes a motivação. Uelinton teve a prisão preventiva decretada e responderá pelo crime de homicídio qualificado.

Crime - Carmelito Pereira do Nascimento chegava em um bar, na noite do dia 5 de abril, quando um motociclista se aproximou e disparou contra o ex-policial. Carmelito ainda tentou correr em direção ao estabelecimento.

O ex-policial, que foi socorrido por um amigo que o aguardava no bar, não resistiu e morreu antes de dar entrada no hospital da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions