A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/07/2015 18:36

Acusado de matar mototaxista cometeu crime para pagar dívida de droga

Mariana Rodrigues

Cleber Antero dos Santos, 28 anos, acusado do latrocínio do mototaxista Hildo Paulo Osuna Escardim, 61 anos, cometeu o crime para pagar uma dívida de drogas no valor de R$ 1 mil, que o autor teria com um traficante da Capital. Com várias passagens pela polícia, ele havia saído da cadeia há pouco tempo e estava em regime semiaberto.

Veja Mais
Mototaxista que desapareceu em Jardim é encontrado morto em vicinal
Mototaxista desaparece após levar cliente até Nioaque e família pede ajuda

Segundo o delegado de Jardim, Valdemiro Mendes Arguilheira, informou hoje (21) ao Campo Grande News, que na última sexta-feira (17), Hildo recebeu uma ligação de um conhecido para contratar uma corrida em Nioaque e levá-lo até uma fazenda para pegar uma mochila. "Ele só atendeu esse chamado porque o chamado era de um conhecido, senão não iria", diz. Pela corrida, ele receberia o valor de R$ 70.

Chegando em frente a fazenda, local combinado onde ele iria pegar a mochila, Cleber pegou uma faca, degolou a vítima e furtou seus pertences que se encontravam em uma "pochet" e a motocicleta.

Após o crime, ele pegou a moto e levou até Bela Vista, onde iria vender para uma pessoa identificada como 'Hugo Boy'. "Na verdade ele já havia premeditado o crime, a intenção dele era mesmo matar a vítima, roubar a moto e vendê-la para conseguir o valor que devia ao traficante", afirma o delegado.

Ao policiais, Cleber revelou que tinha uma dívida de R$ 1 mil e que esse rapaz iria pegar esse valor pela moto. Questionado sobre o suposto dinheiro que receberia, ele disse que o pagamento feito foi de apenas R$ 250 e que o restante receberia depois.

Os policiais chegaram até o autor do crime, após os investigadores encontrarem o celular da vítima e através dos telefonemas recebidos chegaram até Cleber que teve sua prisão preventiva decretada judicialmente.

O corpo da vítima foi encontrado no sábado no local do crime após ação conjunta entre as delegacias de Nioaque, Guia Lopes da Laguna e Jardim, sendo que em diligências posteriores, os policiais chegaram até uma mulher que teria comprado a motocicleta, sendo com isso indiciada pelo crime de receptação.

De acordo com o delegado Arguilheira, Cleber tem várias passagens pela polícia, inclusive havia saído da prisão no dia 16 de maio e cumpria pena em regime semiaberto. Pelo crime de latrocínio, ele pode pegar até 30 anos de cadeia.

Mototaxista que desapareceu em Jardim é encontrado morto em vicinal
Foi sepultado na tarde deste domingo (19) o mototaxista Hildo Paulo Osuna Escardin, de 61 anos, que estava desaparecido desde a sexta-feira (17). Ele...
Mototaxista desaparece após levar cliente até Nioaque e família pede ajuda
O mototaxista Hildo Paulo Osuna Escardin, 61, desapareceu na manhã de ontem (17), em Jardim, distante 233 km de Campo Grande. As informações são de q...
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions