A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

04/04/2015 10:52

Acusado de matar radialista com 12 facadas continua foragido em Sonora

Adriano Fernandes
O ex-radialista foi morto com 12 facadas pelo corpo.(Foto: Pc de Zouza/Edição de Noticias)O ex-radialista foi morto com 12 facadas pelo corpo.(Foto: Pc de Zouza/Edição de Noticias)

Continua foragido o assassino do radialista Simião da Silva, 43 anos, encontrado morto com 12 facadas, na manhã de sexta-feira(3), em sua residência na cidade de Sonora, distante 364 quilômetros de Campo Grande. O corpo foi sepultado por volta das 8h de hoje (4).

Veja Mais
Homofobia e dívida de drogas podem explicar assassinato de radialista
Com destino a São Paulo, jovem é preso com 60 kg de cocaína

O caso esta sendo investigado pela Polícia Civil de Sonora, que ainda não tem suspeitos sobre quem possa ter cometido o crime. A policia não descarta a possibilidade do crime ter sido motivado por homofobia ou envolvimento com drogas, sendo que vitima era homossexual e usuário. O companheiro de Simião também foi assassinado recentemente na cidade, mas não se sabe se os dois casos tem relação.

Simião foi encontrado por familiares em sua residência com 12 facadas, principalmente na região do pescoço. No local, também foram encontrados uma camiseta e um chinelo, que podem ser do autor das facadas. Portão e porta da frente da residência foram arrombados pelo criminoso.

O corpo do ex-radialista foi velado na Pax São Judas Tadeu, do municipio, onde chegou por volta das 22h00 depois de ser liberado pelo IML (Instituto Médico Legal) de Coxim. Cerca de 50 pessoas, entre familiares e amigos acompanharam o velório, até o sepultamento no inicio da manhã.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions