A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/04/2013 13:45

Acusado de matar vereador se apresenta e é liberado após ser ouvido pela Polícia

Viviane Oliveira
Vereador foi morto após briga por causa de más condições das estradas no município. (Foto: divulgação)Vereador foi morto após briga por causa de más condições das estradas no município. (Foto: divulgação)

Vilson José Padilha, de 48 anos, que matou o vereador de Tacuru, Adilson Carvalho Lomes (PSC), de 37 anos, com um golpe de faca, se apresentou por volta do meio-dia desta terça-feira à Polícia Civil. Ele, que estava acompanhado do advogado, foi ouvido e liberado.

Veja Mais
Vereador foi morto por causa de más condições de estrada, diz Polícia
Delcídio usa Facebook para lamentar morte de vereador de Tacuru

Adilson morreu após se envolver em uma discussão com Vilson, morador do assentamento Água Viva. De acordo com a Polícia Civil, a briga começou quando o assassino foi cobrar melhorias nas estradas que dão acesso aos sítios e assentamentos do município.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Eduardo Lucena, como passou o prazo de flagrante, Vilson vai responder o inquérito em liberdade. “O crime foi no sábado à noite, na segunda-feira (15) de manhã pedi o mandado de prisão preventiva, que deve ser expedido hoje pelo juiz”, disse Eduardo.

Em depoimento, Vilson contou que começou a discutir com o vereador por causa das más condições das estradas que dão acesso aos sítios e assentamentos da cidade, quando eles entraram em luta.

Vilson disse que a intenção não era matar, mas acabou atingindo o vereador. “Ele disse que na hora da briga pegou a faca, que estava na cintura, para se defender”, afirma o delegado.

O vereador chegou a ser socorrido por terceiros, mas morreu sangrando, ao dar entrada no Hospital Municipal local. Vilson vai responder por homicídio doloso, quando há intenção de matar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions