A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

22/09/2014 17:49

Adolescente de 16 anos morre vítima de meningite, após reclamar de dor de cabeça

Liana Feitosa
AVC sofrido por Larissie foi causado por meningite, segundo laudo. (Foto: Reprodução/Facebook)AVC sofrido por Larissie foi causado por meningite, segundo laudo. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma estudante de 16 anos, natural de Coxim - a 260 km de Campo Grande, morreu em decorrência de meningite meningocócica, infecção bacteriana aguda que é altamente fatal. Segundo o jornal Edição de Notícias, Larissie Isabely Silva estava resfriada e passou a reclamar de dores de cabeça à família, por isso foi levada ao Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim, no último dia 11. A morte por meningite só foi confirmada na semana passada.

Veja Mais
Antes de ser morto com três tiros, adolescente foi torturado, crê mãe
Mesmo com morte de Carol, amigos organizam show em prol do Hospital de Câncer

No hospital da cidade, Larissie sofreu AVC (Acidente Vascular Cerebral) e foi transferida para o Hospital Regional de Campo Grande, mas teve morte cerebral confirmada no dia seguinte (12).

Segundo o diretor geral do hospital de Coxim, Marcelo César de Arruda Ferreira, na última sexta-feira (19), o estudante Matheus Paiva, namorado de Larissie, também foi internado com fortes dores de cabeça. Ele foi colocado em uma área de isolamento da enfermaria, onde uma série de procedimentos anti contágio são adotados em caso de suspeita de doença altamente contagiosa. Matheus recebeu alta ontem (22).

Prevenção - Ainda segundo Marcelo, logo após a divulgação do laudo que apontou a causa da morte de Larissie, todos os médicos que entraram em contato com a estudante, assim como os pais dela e o namorado, receberam medicação profilática usada para prevenir o surgimento de novos casos.

Além disso, todos os médicos do hospital estão preparados para receber pacientes com sintomas da doença, de acordo com o diretor geral. "Como se trata de uma cidade pequena, é mais fácil passar as orientações para as pessoas, tanto médicos como comunidade. Na escola onde Larissie estudava, por exemplo, se qualquer aluno tiver algum sintoma, os professores já estão orientados", completa.

Larissie, que teve os órgãos doados pela família, estudava na Escola Estadual Viriato Bandeira. A adolescente era filha única de Sirley da Silva e do sargento Aparecido Roberto da Silva, do 47° Batalhão de Infantaria.

O Campo Grande News entrou em contato com a SES (Secretaria Estadual de Saúde) no início da tarde para saber se foi notificada sobre o caso e o número de mortes no Estado por causa da doença, mas até o fechamento desta matéria as informações não foram recebidas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions