A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

20/07/2013 11:27

Aeronave de produtor rural caiu e pegou fogo; perícia será feita hoje

Evelyn Souza
Avião pegou fogo após queda e corpos foram carbonizados. (Foto: Polícia Civil)Avião pegou fogo após queda e corpos foram carbonizados. (Foto: Polícia Civil)

A perícia que vai apurar as possíveis causas da queda da aeronave que causou a morte de dois produtores rurais será realizada por volta das 12h desse sábado pela Polícia Civil de Bonito e pela Seripa IV (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticas).

Veja Mais
Empresário e parente morreram em queda de avião em Porto Murtinho
Produtor rural de São Paulo morreu na queda de avião em Porto Murtinho

Segundo o delegado que acompanha as investigações, Roberto Gurgel de Oliveira Filho, a perícia deve apontar se houve falha ou se o avião caiu por conta do mau tempo na região.

“Não descartamos nenhuma hipótese. Informações preliminares dão conta de que o acidente pode ter acontecido devido ao mau tempo. Também temos informações de que o piloto era experiente e que a aeronave era nova. Vamos analisar o resultado da perícia e ouvir algumas testemunhas”, diz o delegado.

Ainda de acordo com Gurgel, o laudo pericial que foi realizado nos corpos das vítimas deve ficar pronto em dez dias e vai apontar se os produtores morreram durante a queda, por inalação de fumaça ou carbonizados, isso porque o avião pegou fogo logo após o acidente.

Os corpos de Guilherme Coimbra Prata, 50 anos, e de Geraldo Ribeiro, de 53 anos já foram periciados e seguem em um avião para Presidente Prudente-SP, onde serão sepultados, por volta das 17h desse sábado. Um amigo da família está em Bonito resolvendo questões sobre o translado.

O acidente aconteceu na manhã dessa sexta-feira (19), na Fazenda Mestiça, que fica na região da Serra de Bodoquena, em Porto Murtinho, a 431 quilômetros de Campo Grande.

O avião Bonanza A36, prefixo PRKEK, era pilotado por Guilherme Coimbra Prata. Guilherme e Geraldo que eram de Presidente Prudente-SP, passaram uma semana no Paraguai. Eles estavam a caminho da Fazenda Mestiça, que pertencia a Guilherme e voltariam ainda essa semana para São Paulo.

Empresário e parente morreram em queda de avião em Porto Murtinho
O produtor rural Guilherme Coimbra Prata, 50 anos, e Geraldo Ribeiro, em torno de 50 anos, morreram, na manhã de hoje, na queda de uma aeronave na re...
Produtor rural de São Paulo morreu na queda de avião em Porto Murtinho
O produtor rural Guilherme Coimbra Prata, de Presidente Prudente, em São Paulo, é uma das vítimas do acidente aéreo, que ocorreu na manhã de hoje na ...
Aeronave cai em fazenda de Porto Murtinho e pode ter matado dois
Uma aeronave caiu no município de Porto Murtinho, a 431 km de Campo Grande, nesta sexta-feira. De acordo com a assessoria de imprensa da Base Aérea d...
Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Uma rixa antiga, de pelo menos três meses, acabou com o vendedor de espetinho, Ramão Antônio Gomes, 42, gravemente ferido ao ser esfaqueado duas veze...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions