A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/05/2011 18:07

Agente que matou policial militar é transferido para carceragem da PF

Marta Ferreira
Leonardo Pacheco, agente da PF, foi para carceragem da corporação em Dourados. (Foto: Reprodução)Leonardo Pacheco, agente da PF, foi para carceragem da corporação em Dourados. (Foto: Reprodução)

Recebeu alta nesta tarde do Hospital Santa Rita, em Dourados, o agente da Polícia Federal Leonardo Pacheco, 38 anos, ferido no abdome e no braço, no domingo passado, durante tiroteio em que ele matou o policial militar Sandro Morel, de 36 anos, e feriu o também policial militar José Pereira.

Leonardo, conforme o Campo Grande News* apurou, foi transferido para a carceragem da Polícia Federal em Dourados.

O tiroteio foi no apartamento dele. O policial havia marcado um encontro, pela internet, com a guarda municipal Zilda Ramirez, de 44 anos, que ele acreditava ser garota de programa.

Zilda, por sua vez, pensava que o agente fosse um traficante, profissão citada por ele na conversa virtual. Diante disso, ela acionou dois policiais militares do serviço de inteligência da PM, que tentaram dar voz de prisão a Leonardo. Ele reagiu com disparos.

Leonardo Pacheco foi indiciado por homicídio e tentativa de homicídio. O depoimento dele à Polícia Civil deve ser tomado no início da próxima semana, segundo o advogado dele, Felipe Cazuo.

O advogado entrou com pedido de relaxamento da prisão em flagrante e aguarda a decisão da Justiça. O MPE (Ministério Público Estadual) manifestou-se favoravelmente à concessão da liberdade provisória, com restrições.

Guarda envolvida em episódio que resultou na morte de PM está afastada
A guarda municipal de Dourados Zilda Ramirez, 44 anos, foi afastada do trabalho nas ruas e está de licença médica, após ter se envolvido, no domingo,...
PF nega envolvimento de agente que matou PM com o tráfico de drogas
Em nota oficial na manbã desta segunda-feira, a Polícia Federal de Dourados negou a princípio, o envolvimento do agente Leonardo de Lima Pacheco com ...



Essa mulher estava bancando a detetive e complicou a vida do FEDERAL que agiu certo defendendo sua casa e ainda a do despreparado militar que deu uma de John Wayne e foi entrando a toda. O resultado não poderia ser outro, ela tem que ser punida e o que atirou no PF tem que ser punido, pois como vão entrando dentro de uma casa sem mandado?
 
Cezar Caiado em 13/05/2011 09:32:50
SOU LEIGO NO ASSUNTO MAS QUANDO SE FAZ ISSO NÃO TEM QUE AVISAR QUE VAI PRENDER ALGUEM?
 
Antonio João de Souza em 13/05/2011 08:29:25
É um absurdo esse POLICIAL FEDERAL, ainda estar preso, primeiro a guarda municipal e um PM, que pela Constituição Federal não podem investigar, entram na casa do policial sem mandado de prisão, ou seja, violação de domicílio, abuso de autoridade, ambos a paisana, e achando que iam fazer a maior apreensão de drogas do mundo, fizeram essa besteira. O agente, em seu domicílio, fez o qualquer policial iria fazer, ou seja, se defender, portanto LIBERTEM ESSE POLICIAL, chega de acobertar "cagada", inclusive o Delegado de Policia Civil, que fez a autuação, deveria estudar melhor o caso, para ver se o fez corretamente. Investigar e função das policiais judiciárias, CIVIL E FEDERAL, agora até guardinha de cidade do interior acha que é INVESTIGADOR.
 
JOÃO DE PAULA CELIDONIO em 13/05/2011 08:05:13
Que histórinha mal contada ela foi la prender vai contar outra foram la com outras intenções é lamentavel o cara atirou achando que fosem bandidos pois eles estavam a paisanana, como ele ia saber que eram policiais, foram la com que intenção??? a paisana?? não consigo entender fiquei burro.
 
Antonio João de Souza em 13/05/2011 07:54:54
A ta que ele ta na carceragem, com certeza esta no alojamento, sou policia, sem como fuinciona, tem que mandar esse cara pra PHAC.
 
Joao Silva em 12/05/2011 09:31:13
Nossa os nossos protetores guerriando entre si...... ai fica dificil ter segurança?
 
Anderson soares em 12/05/2011 06:35:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions