A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

19/08/2011 19:31

Animais "sequestrados" pela Justiça estão morrendo no sítio do ex-prefeito de Dourados

Marco Antonio Brito

Artuzi diz que resolveu não tratar mais dos animais porque a responsabilidade é da Justiça

Animais estão abandonados e morrendo no sítio sequestrado pela Justiça. (Foto: Douranews)Animais estão abandonados e morrendo no sítio sequestrado pela Justiça. (Foto: Douranews)

Gado e porcos sequestados pela Justiça estão morrendo de fome e apodrecendo no pasto, na propriedade do ex-prefeito Ari Artuzi, localizada nas imediações do Distrito Industrial de Dourados. O problema começou depois que o desembargador Manoel Mendes Carli determinou o sequestro dos bens do ex-prefeito, em setembro do ano passado, quando Ari Artuzi se encontrava detido no Presídio Federal de Campo Grande, depois de ter sido acusado junto com vários vereadores de integrarem uma quadrilha que teria sido responsável pelo desvio de aproximadamente R$ 35 milhões dos cofres públicos do município. O processo foi instaurado pela juíza Dileta Terezinha e as ações desencadeadas pela Polícia Federal, durante a operação Uragano.

Com uma dívida que já passa dos R$ 150 mil, adquirida junto ao Banco do Brasil, e outros R$ 6 mil, na loja onde o ex-prefeito costumava comprar rações para o gado, Artuzi alega não ter dinheiro para custear o tratamento dos animais, que teriam sido comprados em nome de "laranjas", conforme ficou apurado durante as investigasções da operação Uragano. "Não tem pasto, ração ou qualquer outro tipo de alimentação para bois e vacas", disse ele em entrevista ao Douranews. Segundo o ex-prefeito, 30 cabeças de gado já teriam sido perdidas.

Procurado pelo Campo Grande News na tarde de hoje (19) o ex-prefeito, a princípio, disse que não queria falar sobre assunto. Porém, acabou confirmando que os animais estão morrendo, mas se eximiu da responsabilidade alegando que o gado é da Justiça. "Quem tem de cuidar é a Justiça. Quem tem de alimentar e vender é a Justiça. Só espero receber a propriedade de volta como era", disse Artuzi.

"Não paguei nada" - Também apontado como responsável pelos problemas no Projovem Trabalhador de Dourados, que está sob investigação do MPF depois das denúncias de existência de alunos fantasmas e do uso de nomes de alunos para a abertura de empresas, Ari Artuzi alegou inocência no processo. O ex-prefeito confirmou que contratou o programa e a Fundação Biótica para a execução dos trabalhos, porém, alegou que não pagou nenhuma das parcelas. "Quem assumiu foi a Délia (Délia Razuk)", disse ele. "Em minha administração não pagamos nada".

Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Uma rixa antiga, de pelo menos três meses, acabou com o vendedor de espetinho, Ramão Antônio Gomes, 42, gravemente ferido ao ser esfaqueado duas veze...
Empresária é roubada na saída de lotérica e tem prejuízo de R$ 46 mil
Empresária, de 42 anos, teve prejuízo de R$ 46 mil depois de ser roubada por dois homens na saída de uma lotérica da Rua Melanio Garcia Barbosa, no c...



Será que nenhuma autoridade pode tomar providências para evitar a morte dos animais. Esse corrupto precisa ser responsabilizado também por maus tratos aos animais.
Pena que no Brasil corrupto só fica na cadeia na ficção.
 
Antonio Marques em 20/08/2011 11:17:13
É uma vergonha!!! Estou morando em Dourados a 7 meses, e ainda estamos sofrendo as consequencias de "Artuzi". E agora ver uma noticia dessas!? É um absurdo, mas e agora? Ninguem vai se resposabilizar? Artuzi diz não poder tratar dos animais, e a justiça vai deixar assim como está ou tomará providencias?
 
Rosani Roza em 20/08/2011 08:16:13
Temos legislação para proteção a maus tratos a fauna e a flora. Estes inocentes animais, mereciam ao menos uma alimentação digna do que morrer de fome. Temos tantas autoridades e fica um jogo de empurra. Então, por quê não foi feita a venda prévia, abate (enquanto ainda havia condições) ou na pior das hipóteses que fossem doados. Mas é mais fácil deixar morrer agonizando e de forma indigna. Com certeza, nenhuma autoridade será responsabilizada e nenhuma ONG de proteção aos animais apareceu para ajudar. Viva a liberdade!!!!!!!
 
Wilhelm Leidemmann Voss em 20/08/2011 07:24:54
ISSO É UMA VERGONHA!!!!!Que absurdo ver essa notícia.Indignação total.
 
Rosana maluf em 20/08/2011 02:27:11
o pior dos animais realmente é o homem e sua justiça irracional.
 
daniel mamedio do nascimento em 20/08/2011 01:25:22
Como sempre a justiça no brasil nao vale nada.
se Artuzi disse que os animais é da justiça, então a justiça tem que escolher ou cuida ou doa para alguem capaz de cuidar.
 
Carlo Chevic em 20/08/2011 01:03:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions