A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

01/09/2015 20:58

Além da entrada de fazendas, Exército faz bloqueio em trevo de acesso à cidade

Thiago de Souza e Antonio Marques, enviado especial a Antônio João
Barreira formada em frente a fazenda Fronteira, em Antônio João. (Foto: Marcos Ermínio)Barreira formada em frente a fazenda Fronteira, em Antônio João. (Foto: Marcos Ermínio)

Além das barreiras feitas nas entradas das fazendas invadidas por índios, na última sexta-feira (21), algumas delas retomadas por produtores rurais, o Exército Brasileiro também montou postos de controle logístico no trevo que dá acesso ao município de Antônio João, a 279 quilômetros de Campo Grande. A equipe de reportagem do Campo Grande News retornava da região onde ocorreram os conflitos, na tarde desta terça-feira (1) em direção à capital, quando avistou a barreira.

Veja Mais
Ministro da Justiça passa um dia no Estado para pacificar índios e fazendeiros
Exército põe 250 militares para garantir lei e ordem em área de conflito em MS

O motorista que vem de Ponta Porã e de Campo Grande, para entrar em Antônio João, vai encontrar uma contenção logística dos militares. O condutor deve reduzir a velocidade e se atentar a sinalização feita pelos soldados.

As primeiras bases de apoio logístico foram montadas na entrada das fazendas Fronteira, Barra e Cedro. Neste local há um posto de bloqueio e controle de acesso, mas trânsito vai permanecer livre. Na tarde de hoje (1) o Exército divulgou que vai sobrevoar as aldeias e fazendas ocupadas. Na BR-364, os militares colocaram redutor de velocidade, também próximo a entrada das fazendas.

Na área de conflito já estão 150 homens da Força Nacional, além de homens do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Funai e Ministério Público, que também estão atuando na área sob a orientação do Exército.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions