A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

11/03/2015 10:08

Alunos furtam ventiladores que foram comprados com dinheiro arrecadado

Caroline Maldonado
Prédio da escola é antigo e foi projetado de modo que o ar não circula pelos corredores, o que aumenta o calor nas salas, segundo diretor (Foto: Folha MS)Prédio da escola é antigo e foi projetado de modo que o ar não circula pelos corredores, o que aumenta o calor nas salas, segundo diretor (Foto: Folha MS)

Para que os alunos deixassem de sofrer com o calor de até 37°C em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, a direção da Escola Estadual Júlia Gonçalves Passarinho promoveu eventos e com a ajuda da comunidade arrecadou R$ 9 mil para comprar ventiladores de teto. Os aparelhos foram instalados na segunda-feira (2), mas foram furtados dois dias depois, na quarta-feira (4).

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

Seis ventiladores foram arrancados e levados durante a madrugada, pois não há guardas para fazer a segurança da escola. Moradores relataram aos professores que os suspeitos são alunos usuários de drogas, já que alguns foram vistos vendendo ventiladores por R$ 30, cada um.

Um estudante encontrou dois ventiladores, abandonados em um matagal próximo a escola, que foram recuperados pela direção. No entanto, esses aparelhos não serão instalados novamente e o diretor já pensa até em retirar todos os que ainda não foram furtados. “Eu já mandei desinstalar, porque não é justo a gente trabalhar para ser roubado e como não temos vigia noturno, certamente vão roubar de novo”, lamentou o diretor professor João Carlos Pareja Urquides.

No mês passado, segundo o professor, foram levados dois ares-condicionados. Uma mãe de aluno viu o garoto vendendo um aparelho semelhante aos furtados. O diretor contou que foi até a delegacia e relatou o caso, mas a delegada perguntou se alguém viu o momento em que o estudante furtou o ar-condicionado. O questionamento deixou o diretor indignado.

“Eu não vi o furto, mas alguém relatou que o objeto estava sendo vendido por alunos da escola”, contou o professor, ao lembrar que esse crime ainda não foi esclarecido, bem como outros de dano ao patrimônio da escola. No ano passado, alguém depredou e levou o motor do bebedouro, deixando somente a carcaça. “Fizemos ocorrência, mas da nossa parte e só isso que podemos fazer. Pelo menos agente se resguarda, mas fica por isso mesmo”, disse João Carlos.

Para conseguir comprar os ventiladores, a escola criou o projeto Pantanegra, em referência ao Pantanal e ao Dia da Consciência Negra. Entre as atividades de 2014, houve arrecadação de alimentos e realização de um bingo. "O prédio foi projetado há muito tempo, é bem antigo e faz muito calor no interior", disse o professor.

Agora, a direção estuda o que fazer para evitar mais prejuízos com as investidas dos ladrões. “Eu conversei com a secretaria de educação da gestão passada e ela disse que não havia pessoal para fazer a segurança da escola e pediu para contornar a situação. Então, nós não sabemos mais o que fazer. Uma hora vai acontecer morte na porta da escola”, alertou o diretor.

Posto de saúde - Na última segunda-feira (9), uma unidade básica de saúde também foi alvo de ladrões, em Corumbá. Foram levados monitor e estabilizador de computador, impressora, glicosímetros e aparelhos de medir pressão da UBS (Unidade Básica de Saúde da Família) Breno de Medeiros. O posto que tem três equipes de ESF (Estratégia de Saúde da Família) atende cerca de 10 mil pessoas, segundo a coordenadora de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Silvia de Medeiros Vieira. Os atendimentos foram suspensos no dia do furto, segundo o jornal Correio de Corumbá. 

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions