A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

07/12/2014 18:11

Ao brincar de roleta russa, homem mata filho de 4 anos e esconde o corpo

Priscilla Peres
Policiais passaram 16 horas procurando o corpo da criança. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Policiais passaram 16 horas procurando o corpo da criança. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um homem de 31 anos matou seu filho de 4 anos com um tiro e escondeu o corpo da criança em um matagal. O crime ocorreu na tarde de ontem, quando o acusado "brincava" de roleta russa com uma arma de fogo em Coronel Sapucaia - distante 400 km de Campo Grande.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

De acordo com o delegado Roberto Duarte Faria, a roleta russa consiste em colocar uma munição no revólver e apertar o gatilho contra um alvo. José Villara Barbosa, 31, puxou o gatilho uma vez contra sua enteada de 17 anos e em seguida contra seu filho de quatro anos, quando houve o disparo.

A bala do revólver calibre 38 atingiu o peito da criança, que morreu na hora. Embriagada, José Villara escondeu o corpo do filho no meio do mato, em um local de difícil aceso. Ele foi preso pelos policiais com a arma de fogo, mas se negou a dizer onde estava o corpo da criança.

"Ele estava completamente bêbado, fora de si, não conseguia dizer onde estava o corpo", conta o delegado, que junto com sua equipe passou 16 horas à procura do corpo. O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, o Exército e a população ajudaram nas buscas.

O corpo de Gleydson Rodrigues de 4 anos, foi encontrado em um local de difícil aceso. O preso respondera pelo crime de homicídio e ocultação de cadáver. Ele já tinha antecedentes criminais pelo crime de receptação e está preso na delegacia do município.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions