A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

23/02/2015 12:41

Apesar de 3 mil crianças sem aula, prefeita diz que está tudo “normal”

Caroline Maldonado
Prefeita não atendeu manifestantes em frente a sua casa, mas fez reunião hoje para discutir a suspensão de aulas (Foto: Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas)Prefeita não atendeu manifestantes em frente a sua casa, mas fez reunião hoje para discutir a suspensão de aulas (Foto: Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas)
Pais de alunos fizeram protesto em frente a casa da prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura no domingo (22)Pais de alunos fizeram protesto em frente a casa da prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura no domingo (22)

Depois do protesto de mães de alunos em frente a casa da prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura (PMDB), neste domingo (22), a administradora se reuniu hoje (23) com membros do CAE (Conselho Municipal de Alimentação Escolar) e com o vereador e integrante da Comissão de Educação, Nilo Cândido (PDT). Desde quinta-feira (19), mais de 3 mil crianças estão sem aulas, pois falta merenda nos CEIs (Centros Educacional Infantil).

Veja Mais
Dezenas protestam em frente a casa de prefeita e cobram melhorias
Por falta de merenda, ao menos 3 mil alunos ficam sem aula até terça-feira

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, a prefeita disse durante a reunião que “até o momento tudo está dentro da normalidade e o motivo do atraso da entrega das merendas e a suspensão das aulas em nove Centros Educacionais Infantis se deu por conta do processo licitatório que, atualmente, passa por uma reformulação em sua equipe”.

A prefeita não atendeu os telefonemas da reportagem nesta manhã. Em nota, a prefeitura informou que o secretário municipal de Educação, Mário Grespan e membros do CAE farão esclarecimentos sobre a merenda escolar na noite desta terça-feira (24), durante a sessão da Câmara de Vereadores, onde os pais de alunos pretendem fazer mais um manifesto.

O contrato com a empresa que prestava serviço para as creches e as escolas do município terminou no ano passado, mas a prefeitura não abriu nova licitação a tempo de finalizar o processo antes do início das aulas. Então, até que fosse realizado o trâmite de licitação para contratar uma nova terceirizada, a secretaria contratou duas empresas em caráter emergencial para fornecer a merenda.

Porém, a empresa que iria servir os CEIs não conseguiu entregar as refeições em horário compatível com a necessidade das creches, conforme informou a assessoria da prefeita, anteriormente. A solução encontrada pela administração foi contratar mais 21 merendeiras e comprar os alimentos para que as refeições sejam preparadas nas próprias creches, a partir da volta das aulas, que está prevista para terça-feira (24).

No entanto, em nota à imprensa enviada pela prefeitura hoje, a assessoria afirma que “Márcia disse que está agendada a licitação que definirá a empresa que distribuirá as merendas nas escolas municipais e CEIs emergencialmente e ao longo do ano”.

Ainda conforme a assessoria, o vereador Nilo disse que está bastante tranquilo com a atuação do CAE junto ao Poder Executivo e pretende estreitar laços com o conselho. “Percebi que é um grupo bastante atuante, pois tem uma equipe que pode ajudar muito e poderá somar com o desenvolvimento da educação em Três Lagoas. O importante do conselho é estar disposto a colaborar e ter esta representatividade, desde educadores, pais de alunos e demais representantes para conhecer a fundo o que passa por este processo”, disse.




Olha a cara da prefeita, tá tudo certo mesmo, as crianças dela estão na aula, com o dinheiro da merenda guardadinho no estojo, ou seja, o que está errado??????
 
Max em 23/02/2015 13:48:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions