A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

23/07/2014 19:34

Após 4 dias de bloqueio, índios deixam rodovia com promessa de mais segurança

Alan Diógenes
Decisão de liberar a rodovia aconteceu durante promessa do governador em instalar redutores de velocidade na rodovia. (Foto: Marcelo Victor)Decisão de liberar a rodovia aconteceu durante promessa do governador em instalar redutores de velocidade na rodovia. (Foto: Marcelo Victor)

Os indígenas das aldeias Jaguapiru e Bororó que estavam bloqueando o trecho da Perimetral Norte que liga a avenida Guaicurus e a MS-156, em Dourados, a 230 quilômetros de Campo Grande, há mais de três dias, decidiram liberar a rodovia na noite desta quarta-feira (23). A decisão foi tomada, após reunião com o governador André Puccinelli (PMDB) que prometeu instalar redutores de velocidade no local para evitar novos acidentes, como o que ocasionou a morte da indígena Lenilza Nunes, 42 anos. O atropelamento da indígena foi o estopim para os índios terem bloqueado a estrada em forma de protesto.

Veja Mais
Após promessa de governador, índios pretendem liberar rodovia esta noite
Governador promete medida de segurança e índios devem desbloquear rodovia

O bloqueio da Perimetral Norte, em Dourados acontece desde o fim da tarde do último domingo (20). Os indígenas pediam a instalação de quebra-molas e também placas de sinalização no local. O grupo fechou a rodovia com galhos, pneus e outros obstáculos.

Em entrevista cedida anteriormente ao Campo Grande News, o presidente do Conselho Indígena Local da Bororó, Silvano da Silva Duarte, que participou da reunião com o governador, disse que o encontro foi "além da expectativa", já que Puccinelli disse que vai fazer as instalações e está aberto ao diálogo com as comunidades quando necessário.

Ele já havia informado que assim que os índios chegassem em Dourados, iriam conversar com as lideranças e toda a comunidade e liberar a pista. Para isso eles comunicaram a PRE (Polícia Rodoviária Estadual) a decisão de encerrar o protesto.

A Perimetral Norte inicia no entroncamento da BR-163, que dá acesso ao município de Fátima do Sul, corta a MS-156 e segue até o entroncamento da rodovia Guaicurus, de acesso à Cidade Universitária e aeroporto. A rodovia também dá acesso a BR-463. São pouco mais de 20 quilômetros de perimetral e parte dela passa por dentro das aldeias Bororó e Jaguapiru, onde não há nenhum tipo de redutor de velocidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions