A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

09/03/2015 16:15

Após escapar de cassação, vereador enfrenta nova denúncia hoje

Gean Carlos Volpato está afastado do cargo, mas prazo de Comissão Processante venceu antes de julgamento

Helio de Freitas, de Dourados
O vereador afastado Gean Carlos Volpato vai enfrentar nova denúncia por quebra de decoro (Foto: Arquivo)O vereador afastado Gean Carlos Volpato vai enfrentar nova denúncia por quebra de decoro (Foto: Arquivo)

O vereador Gean Carlos Volpato (PMDB), réu na ação penal da Operação Atenas e afastado do cargo há quatro meses acusado de fazer parte do esquema de corrupção montado na Câmara de Vereadores de Naviraí, vai enfrentar novo processo de cassação. O Campo Grande News apurou que a denúncia será oficializada durante a sessão desta segunda-feira à noite, na sede do Legislativo da cidade localizada a 366 km de Campo Grande. O pedido vai ser feito pelo suplente de Gean, Deoclécio Ricardo Zeni (PSDB), que já ocupa o cargo desde novembro.

Veja Mais
Câmara instaura CPI para cassar mais cinco vereadores por "farra das diárias"
Liminar impede cassação de vereador, mas outros dois não escapam em Naviraí

Com a oficialização da denúncia, a presidência da Casa deve indicar os três integrantes de uma nova Comissão Processante para julgar o vereador por quebra de decoro. Será a quarta investigação instalada no Legislativo de Naviraí como resultado da Operação Atenas, da Polícia Federal, que em 8 de outubro levou dez pessoas para a cadeia – cinco delas vereadores. Outros oito não chegaram a ser presos, mas viraram réus por crimes de organização criminosa e corrupção.

Gean Carlos Volpato deveria ter sido julgado no dia 27 de fevereiro, mas sua defesa conseguiu uma liminar da Justiça determinando que o depoimento do prefeito Léo Matos fosse ouvido pela comissão como testemunha de defesa. A Comissão Processante já tinha solicitado o depoimento, mas Léo estava viajando na época.

No dia da sessão, quando foram julgados e cassados os vereadores Elias Alves e Vanderlei Chagas, o juiz Eduardo Magrinelli Junior concedeu liminar determinando que o julgamento de Gean só poderia ser feito após o depoimento da testemunha, que só aconteceu na terça-feira passada. Entretanto, o prazo de 90 dias da comissão terminou na sexta, dia 6, e não houve tempo hábil para as alegações finais e realização da sessão de julgamento.

Mesmo com o fim do prazo legal da Comissão Processante sem o julgamento de um dos acusados, Gean continua afastado do cargo. Outros cinco vereadores enfrentam outro processo de cassação. Moacir Aparecido de Andrade, Jaime Dutra, José Odair Gallo, José Roberto Costa e Mário Gomes, afastado em fevereiro depois que a Justiça acatou recurso do Ministério Público e transformou os cinco em réus na mesma ação penal.

A Comissão Processante contra é formada por Antonio Carlos Klein (PDT), Luis Ávila Silva Júnior (PT) e Donizete Nogueira Pinto (PSDB). A data dos interrogatórios dos vereadores afastados e das testemunhas será definida ainda nesta semana.

Câmara instaura CPI para cassar mais cinco vereadores por "farra das diárias"
A Câmara de Naviraí instaurou uma Comissão Processante para cassar mais cinco vereadores que se beneficiaram da “farra das diárias”. A Casa de Leis t...
Liminar impede cassação de vereador, mas outros dois não escapam em Naviraí
O vereador Gean Volpato (PMDB) conseguiu,por enquanto, se livrar da cassação do mandato por causa de uma liminar concedida pelo juiz Eduardo Magrinel...
Três vereadores afastados por corrupção serão julgados amanhã
A Câmara de Naviraí - distante 366 km de Campo Grande, fará uma sessão extraordinária de julgamento de três vereadores afastados por envolvimento em ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions