A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

11/04/2012 08:49

Após morte de estudante por erro médico, população protesta em Bonito

Aline dos Santos

Letícia Gottardi Côrrea era alérgica à dipirona, porém, teria recebido duas injeções com o medicamento no hospital Darci João Bigaton

Protesto cobrou melhoria no atendimento em hospital. (Foto: Câmara)Protesto cobrou melhoria no atendimento em hospital. (Foto: Câmara)

A noite de terça-feira foi de protesto em Bonito. Após a denúncia de que uma universitária de 19 anos morreu em virtude de erro médico, a população se concentrou em frente à Câmara Municipal para cobrar melhor atendimento na rede pública de saúde.

Letícia Gottardi Côrrea era alérgica à dipirona, porém, teria recebido duas injeções com o medicamento no hospital Darci João Bigaton. Também há denúncia de que outras duas pessoas morreram, recentemente, vítimas de negligência médica.

Presidente da Câmara, o vereador Nandinho dos Correios afirmou que já se reuniu com o prefeito para discutir a situação. Membro da junta interventora, Silvio Roberto Rocca esclareceu aos vereadores que os documentos referentes ao prontuário médico foram encaminhados à Polícia Civil. Já a médica terceirizada que atendeu Letícia foi afastada previamente pelo município. Uma sindicância deve apurar o caso.

“O hospital existe há 16 anos, nós da Junta Interventora assumimos a um ano e meio e estamos buscando um equilíbrio. O que eu posso me comprometer é a continuar a trabalhar, e me colocar, em nome da nossa equipe, à disposição dos vereadores e da família, porque esse caso só terá realmente um desfecho a partir do laudo do legista, que é o que nós aguardamos”, afirmou Sílvio Rocca.

Moradores questionam conduta dos médicos. Moradores questionam conduta dos médicos.

O caso - A estudante de Odontologia começou a passar mal, com dor no estômago, na tarde sexta-feira Santa. Na primeira ida ao hospital, a jovem foi medicada com o soro e o médico anotou atrás do prontuário que ela era alérgica à dipirona.

Na madrugada de sábado, por volta das 2h, ela acordou com febre e foi levada pela segunda vez ao hospital. O sogro da jovem acertou a médica de que a paciente era alérgica. Em seguida, a paciente tomou uma injeção, com medicamento direto na veia. Em seguida foi liberada, mesmo com o alerta do noivo da jovem, questionando se não era melhor que a paciente ficasse em observação.

De volta a casa, Letícia começou a se sentir sufocada. A família retornou ao posto, onde Letícia tomou uma segunda injeção e foi liberada. Em casa, a jovem começou a passar muito mal, sendo levada ao hospital, onde morreu. (Com informações do Bonito Informa).




E lamentável que acontece com a saúde no Brasil, estive no Festival de Inverno o ano passado, tudo ia bem até sofrermos um acidente nua estrada, não havia ambulância para socorrer e nem medico no posto de saúde, por sorte não foi nada grave retornamos para campo grande. Imagino como esta familia esta revoltada e com razão.
 
Maria Regina Gutierres da Silva em 12/04/2012 09:57:14
Acorda pessoal de Bonito, com o valor dos passeios crobrados por ai, como pode ter uma saude tão carente? Chega a ser mais barato ir para o nordeste do que para Bonito.
 
Edney Ueno em 12/04/2012 09:04:00
Na época do geraldo marques era uma maravilha a saúde ! volta geraldo
 
ricardão delas em 12/04/2012 08:11:14
Pior é saber que foi preciso o sacrificio de uma vida para ver que a saude em Bonito não anda nada bem.
 
DENIS SILVA em 11/04/2012 10:24:52
UMA DOR SEM CURA PARA AS FAMILIAS, ESTAMOS EM UM ANO POLITICO E PRECISAMOS REVER ESSAS SITUAÇÕES NOSSOS POLITICOS NÃO ESTÃO NEM AI PARA ESSAS SITUAÇÕES, POIS GANHAM MUITO BEM PARA PAGAR MEDICO PARTICULAR, NÓS E QUE PRECISAMOS MUDAR RADICALMENTE VAMOS COLOCAR PESSOAS NOVAS QUE ESTÃO REALMENTE PREOCUPADA COM A POPULAÇÃO, NÃO VOTEM EM FILHO DE EIS DEPUTADO, EIS PREFEITO VOTEM EM ALGUEM QUE NUNCA FOI.
 
ROBERTA FLORES em 11/04/2012 10:00:49
Os médicos de Bonito ganham quinze mil reais pra atender desse jeito. Atende gente pior que cachorro. Em Bonito está assim.
 
Aline Duarte Silva em 11/04/2012 07:42:00
Não condenar a médica?? Porque um dia já salvou vidas??? O que é isso? No prontuário estava escrito que a moça era alérgica, mas mesmo assim aplicaram em sua veia o medicamento. Quem culpar então pela imperícia e negligência. Deus??
 
Rejane Marinho em 11/04/2012 05:24:10
Uma cidade turística conhecida mundialmente pelas suas belezas naturais e que investe milhões em turismo para poder acolher melhor os seus turistas não é capaz de poder acolher os seus próprios cidadãos que alí pagam os seus impostos para com certeza terem uma saúde de qualidade com profissionais mais capacitados. Que triste, pois a cidade se revelou ¨Bonito" apenas de fachada´ou aliás de nome.
 
silvia chermont em 11/04/2012 04:41:51
Um grande pesar para a família mas, não condenemos a profissional que já deve ter salvado várias vidas e ainda pode ajudar várias outras, condenemos a falta de estrutura da saúde pública, a escassez de profissionais da área médica, o difícil acesso as faculdades de medicina, frutos do trabalho de um bando de políticos corruptos.
 
Keith Chamorro Kato em 11/04/2012 03:59:47
É uma vergonha essa saúde,viu! Em uma cidade tão bem frequentada,uma cidade onde frequentemente recebemos vários turistas de todo o mundo.Precisou alguém morrer pra tomarem alguma providência? Um descaso com a população! Só Deus na obra.
 
Larissa Gomes em 11/04/2012 02:36:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions