A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

11/04/2012 08:49

Após morte de estudante por erro médico, população protesta em Bonito

Aline dos Santos

Letícia Gottardi Côrrea era alérgica à dipirona, porém, teria recebido duas injeções com o medicamento no hospital Darci João Bigaton

Protesto cobrou melhoria no atendimento em hospital. (Foto: Câmara)Protesto cobrou melhoria no atendimento em hospital. (Foto: Câmara)

A noite de terça-feira foi de protesto em Bonito. Após a denúncia de que uma universitária de 19 anos morreu em virtude de erro médico, a população se concentrou em frente à Câmara Municipal para cobrar melhor atendimento na rede pública de saúde.

Letícia Gottardi Côrrea era alérgica à dipirona, porém, teria recebido duas injeções com o medicamento no hospital Darci João Bigaton. Também há denúncia de que outras duas pessoas morreram, recentemente, vítimas de negligência médica.

Presidente da Câmara, o vereador Nandinho dos Correios afirmou que já se reuniu com o prefeito para discutir a situação. Membro da junta interventora, Silvio Roberto Rocca esclareceu aos vereadores que os documentos referentes ao prontuário médico foram encaminhados à Polícia Civil. Já a médica terceirizada que atendeu Letícia foi afastada previamente pelo município. Uma sindicância deve apurar o caso.

“O hospital existe há 16 anos, nós da Junta Interventora assumimos a um ano e meio e estamos buscando um equilíbrio. O que eu posso me comprometer é a continuar a trabalhar, e me colocar, em nome da nossa equipe, à disposição dos vereadores e da família, porque esse caso só terá realmente um desfecho a partir do laudo do legista, que é o que nós aguardamos”, afirmou Sílvio Rocca.

Moradores questionam conduta dos médicos. Moradores questionam conduta dos médicos.

O caso - A estudante de Odontologia começou a passar mal, com dor no estômago, na tarde sexta-feira Santa. Na primeira ida ao hospital, a jovem foi medicada com o soro e o médico anotou atrás do prontuário que ela era alérgica à dipirona.

Na madrugada de sábado, por volta das 2h, ela acordou com febre e foi levada pela segunda vez ao hospital. O sogro da jovem acertou a médica de que a paciente era alérgica. Em seguida, a paciente tomou uma injeção, com medicamento direto na veia. Em seguida foi liberada, mesmo com o alerta do noivo da jovem, questionando se não era melhor que a paciente ficasse em observação.

De volta a casa, Letícia começou a se sentir sufocada. A família retornou ao posto, onde Letícia tomou uma segunda injeção e foi liberada. Em casa, a jovem começou a passar muito mal, sendo levada ao hospital, onde morreu. (Com informações do Bonito Informa).

Prefeitura de Bonito já foi alvo de auditoria da CGU, com rombo de R$ 87 mil
Ontem, três funcionárias foram presas pela acusação de vender serviços do SUSIrregularidades na saúde pública de Bonito, como as denunciadas ontem a...
Governo do Estado entrega viaturas ao Corpo de Bombeiros nesta sexta
Serão entregues nesta sexta-feira (20) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - duas novas viaturas para reforçar o trabalho do Cor...



E lamentável que acontece com a saúde no Brasil, estive no Festival de Inverno o ano passado, tudo ia bem até sofrermos um acidente nua estrada, não havia ambulância para socorrer e nem medico no posto de saúde, por sorte não foi nada grave retornamos para campo grande. Imagino como esta familia esta revoltada e com razão.
 
Maria Regina Gutierres da Silva em 12/04/2012 09:57:14
Acorda pessoal de Bonito, com o valor dos passeios crobrados por ai, como pode ter uma saude tão carente? Chega a ser mais barato ir para o nordeste do que para Bonito.
 
Edney Ueno em 12/04/2012 09:04:00
Na época do geraldo marques era uma maravilha a saúde ! volta geraldo
 
ricardão delas em 12/04/2012 08:11:14
Pior é saber que foi preciso o sacrificio de uma vida para ver que a saude em Bonito não anda nada bem.
 
DENIS SILVA em 11/04/2012 10:24:52
UMA DOR SEM CURA PARA AS FAMILIAS, ESTAMOS EM UM ANO POLITICO E PRECISAMOS REVER ESSAS SITUAÇÕES NOSSOS POLITICOS NÃO ESTÃO NEM AI PARA ESSAS SITUAÇÕES, POIS GANHAM MUITO BEM PARA PAGAR MEDICO PARTICULAR, NÓS E QUE PRECISAMOS MUDAR RADICALMENTE VAMOS COLOCAR PESSOAS NOVAS QUE ESTÃO REALMENTE PREOCUPADA COM A POPULAÇÃO, NÃO VOTEM EM FILHO DE EIS DEPUTADO, EIS PREFEITO VOTEM EM ALGUEM QUE NUNCA FOI.
 
ROBERTA FLORES em 11/04/2012 10:00:49
Os médicos de Bonito ganham quinze mil reais pra atender desse jeito. Atende gente pior que cachorro. Em Bonito está assim.
 
Aline Duarte Silva em 11/04/2012 07:42:00
Não condenar a médica?? Porque um dia já salvou vidas??? O que é isso? No prontuário estava escrito que a moça era alérgica, mas mesmo assim aplicaram em sua veia o medicamento. Quem culpar então pela imperícia e negligência. Deus??
 
Rejane Marinho em 11/04/2012 05:24:10
Uma cidade turística conhecida mundialmente pelas suas belezas naturais e que investe milhões em turismo para poder acolher melhor os seus turistas não é capaz de poder acolher os seus próprios cidadãos que alí pagam os seus impostos para com certeza terem uma saúde de qualidade com profissionais mais capacitados. Que triste, pois a cidade se revelou ¨Bonito" apenas de fachada´ou aliás de nome.
 
silvia chermont em 11/04/2012 04:41:51
Um grande pesar para a família mas, não condenemos a profissional que já deve ter salvado várias vidas e ainda pode ajudar várias outras, condenemos a falta de estrutura da saúde pública, a escassez de profissionais da área médica, o difícil acesso as faculdades de medicina, frutos do trabalho de um bando de políticos corruptos.
 
Keith Chamorro Kato em 11/04/2012 03:59:47
É uma vergonha essa saúde,viu! Em uma cidade tão bem frequentada,uma cidade onde frequentemente recebemos vários turistas de todo o mundo.Precisou alguém morrer pra tomarem alguma providência? Um descaso com a população! Só Deus na obra.
 
Larissa Gomes em 11/04/2012 02:36:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions