A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

16/06/2015 16:24

Após padre cobrar Reinaldo, vereadores fazem coro por retomada de hospital

Construção foi paralisada em janeiro; governador defende discussão sobre local e espera verba federal para retomada

Helio de Freitas, de Dourados
Área onde Hospital Regional começou a ser construído em novembro; obra está parada desde janeiro (Foto: Eliel Oliveira)Área onde Hospital Regional começou a ser construído em novembro; obra está parada desde janeiro (Foto: Eliel Oliveira)

Vereadores de Dourados, a 233 km de Campo Grande, iniciaram uma campanha para convencer o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) a retomar a obra do Hospital Regional da cidade. Iniciada em novembro do ano passado na margem da BR-463, saída para Ponta Porã, a construção foi paralisada em janeiro.

Veja Mais
Com obra parada, governo quer construir Regional em outro lugar
André compara obras a filhos e diz que vai deixá-las para "padrasto" entregar

Reinaldo afirma que seu antecessor, André Puccinelli (PMDB), além de não deixar dinheiro em caixa para a obra, ainda cancelou o empenho da verba necessária para o início da construção. O governador afirmou em maio durante visita a Dourados que vai construir o hospital, mas depende da liberação de recursos federais. Ele também defende uma ampla discussão com a sociedade local, para saber se o hospital deve mesmo ser construído no local onde foi iniciado.

Na sessão de ontem à noite, vários vereadores ocuparam a tribuna para cobrar a retomada da obra. A maioria quer a construção no terreno doado ao Estado pelo empresário Adão Parizotto. Entretanto, o vereador Dirceu Longhi (PT) defende uma discussão sobre o local e afirmou que o valor já gasto pelo Estado – em torno de R$ 500 mil – se torna irrisório diante do tamanho e da importância da obra.

Para Dirceu Longhi, o assunto precisa “voltar à pauta” e ser amplamente discutido com a sociedade antes de qualquer decisão por parte do Executivo estadual. “O Estado precisa passar uma posição mais firme sobre qual será o encaminhamento do projeto do Hospital Regional. A saúde pública de Dourados vive uma situação delicada e essa estrutura é fundamental para amenizar o problema de falta de vagas para internação e de leitos de UTI. O que importa realmente é a construção urgente deste hospital”.

Até o padre – Ao participar sábado à noite da missa de reinauguração da catedral da cidade, o governador Reinaldo Azambuja foi cobrado pelo padre Crispim Guimarães, que pediu a retomada da obra do Hospital Regional diante de centenas de fiéis que lotavam a principal igreja da cidade.

Pároco da catedral, Crispim Guimarães lembrou ao governador que a população de Dourados e da região “precisa muito” do hospital. O sermão do padre foi lembrado pelos vereadores na sessão de ontem à noite.

De acordo com o jornal Diário MS, após a missa o governador conversou com prefeito Murilo Zauith (PSB) sobre a obra e teria perguntado se o local onde começou a construção era o ideal. Murilo teria respondido que o mais importante é construir o hospital.

A assessoria de imprensa do governo do Estado foi procurada nesta terça-feira para informar se existe alguma previsão de retomada da obra, mas até às 16h o e-mail encaminhado de manhã não tinha sido respondido.

Agesul recebe dia 5 propostas para construção da 1° etapa do Hospital Regional
A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) irá receber no próximo dia 5 de setembro, a partir das 10h, as propostas de empresas interes...
Estado recebe escritura de área para construir hospital em Dourados
O empresário Adão Parizotto fez a escrituração de área de cinco hectares em nome do Estado para construir o Hospital Regional de Dourados. Só o Gover...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions