A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

18/09/2014 14:05

Após polêmica, encontro sobre homofobia é aberto sem protestos

Helio de Freitas, de Dourados
Cláudia Assumpção, presidente da AGLTD, chamou de ridícula declaração de vereador, mas protesto não aconteceu (Foto: Gizele Almeida/Dourados News)Cláudia Assumpção, presidente da AGLTD, chamou de ridícula declaração de vereador, mas protesto não aconteceu (Foto: Gizele Almeida/Dourados News)

Foi aberto na noite desta quarta-feira na Câmara de Vereadores o workshop “Avança Dourados: respeito à diversidade combatendo a homofobia”, promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Ao contrário do anunciado na terça-feira, não houve protesto da comunidade gay contra o vereador Pastor Sérgio Nogueira (PSB), que na segunda-feira sugeriu isolar homossexuais em uma ilha por 50 anos, para comprovar não ser possível, segundo ele, estabelecer uma instituição familiar entre pessoas do mesmo sexo.

Na terça-feira, a presidente da AGLTD (Associação de Gays Lésbicas e Transgéneros de Dourados), Cláudia Assumpção, afirmou ao Campo Grande News que a comunidade gay iria protestar contra o vereador através de uma passeata e manifestação na Câmara, mas a mobilização não ocorreu. Cláudia disse que conversou com o vereador ontem à tarde e chamou de “ridícula” a declaração dele.

As galerias da Câmara de Vereadores ficaram lotadas para a abertura do seminário, mas nenhum cartaz ou faixa de protesto foi visto no local.

Sérgio Nogueira não compareceu. Os únicos vereadores presentes foram o presidente da Câmara Idenor Machado e Virgínia Magrini (PP). Ao citar que o pastor teria se “atrapalhado no discurso”, Idenor ouviu algumas vaias e afirmou que o discurso feito na segunda-feira será analisado pelo Conselho de Ética da Câmara.

Foi um convite da Secretaria de Assistência Social do município para a abertura do workshop que provocou o discurso de Sérgio Nogueira. Ele criticou o governo por incentivar o que chamou de “desconstrução da família”. Após a repercussão no discurso na imprensa, o pastor vereador distribuiu nota se explicando e disse que estava sendo vítima de uma campanha de difamação por interesses eleitoreiros. Ele é candidato a deputado estadual.

Dupla chega armada em ginásio, ordena que todos deitem no chão e atira em homem
Alex Sandro Ramires, 28, foi atingido por tiro disparado por homens que chegaram armados com pistola em uma quadra de esportes. O crime aconteceu às ...
Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions