A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/02/2013 08:40

Após um ano, morte de jornalista Paulo Rocaro será lembrada com manifesto

Viviane Oliveira
Paulo Rocaro foi morto por pistoleiros em fevereiro do ano passado.  (Foto: divulgação) Paulo Rocaro foi morto por pistoleiros em fevereiro do ano passado. (Foto: divulgação)

Após um ano do assassinato do jornalista e escritor Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, o Paulo Rocaro, entidades e associações da OAB, bem como clube de imprensa e Sindicato dos Jornalistas de toda a região, farão um manifesto nesta quarta-feira (13) para pedirem mais agilidade nas investigações.

Veja Mais
Morte de jornalista Paulo Rocaro será lembrada com manifestação
Polícia indicia um por assassinato do jornalista Paulo Rocaro

Paulo Rocaro foi baleado na noite de 12 de fevereiro do ano passado por uma dupla de motocicleta. Ele conduzia um Fiat Idea quando sofreu uma emboscada na avenida Brasil, em Ponta Porã. O jornalista retornava da casa do ex-prefeito, Vagner Piantoni (PT), de quem era amigo. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu na madrugada do dia seguinte.

O manifesto acontece nesta quarta-feira de Cinzas, data do crime. Segundo a polícia ainda não se tem informações sobre os autores do crime, tão pouco sobre os motivos que levaram o jornalista a ser assassinado com nove tiros, na Avenida Brasil, que faz fronteira com o Paraguai.

Roccaro escrevia para o Jornal da Praça, e era conhecido por produzir matérias investigativas que abordavam temas como política e tráfico de drogas. Durante o manifesto será lembrado os outros dois casos de assassinatos de jornalistas ocorridos no final do ano passado.

Em outubro o proprietário do mesmo jornal, Luiz Henrique Georges, conhecido como Tolu, também foi assassinado, próximo ao Parque dos Ervais, em Ponta Porã. Uma caminhonete se aproximou do veículo onde a vítima seguia, e os ocupantes efetuaram tiros de fuzil.

Em novembro Eduardo Carvalho, de 52 anos, foi executado por dois homens quando chegava em casa, no bairro Giocondo Orsi, em Campo Grande. Ele era proprietário do site Última Hora News.

Protesto - Segundo o Clube de Imprensa de Ponta Porã a concentração será às 8h, em frente a sede do Clube, com faixas e camisetas brancas.

Os manifestantes vão até a Delegacia de Polícia Civil do 1º Distrito, onde foi aberto o inquérito que apura o assassinato e que está sendo conduzido pelo delegado Odorico Mendonça. Ali haverá outra manifestação pacífica contra a impunidade.

Da delegacia, será organizada uma carreata que percorrerá a Avenida Baltazar Saldanha e a Avenida Brasil, até o local do homicídio. (Com informações do site Dourados News)

Polícia indicia um por assassinato do jornalista Paulo Rocaro
A investigação conta com o apoio da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) de Campo GrandeUm suspeito foi indiciado pel...
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
A Polícia Civil de Anastácio, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, prendeu na última quarta-feira (07), dois suspeitos de terem cometido um homi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions