A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

09/05/2012 16:14

Tráfico "formiguinha": reforçadas, bicicletas carregam mais de 50 kg de droga

Paula Maciulevicius
A droga apreendida totalizou 144,8 quilos de maconha, transportada em três bicicletas. (Foto: Divulgação/PRF)A droga apreendida totalizou 144,8 quilos de maconha, transportada em três bicicletas. (Foto: Divulgação/PRF)

A apreensão feita pela PRF na madrugada desta quarta-feira chama a atenção para o tráfico de drogas praticado de bicicleta. Quem lida com o assunto diariamente fala que o diferencial é o reforço que o meio de transporte ganha para a atividade ilícita.

Veja Mais
Ao avistar viatura, ciclistas fogem e PRF apreende 144 quilos de maconha
Sete pessoas morreram em quatro acidentes ontem em rodovias de MS

Apesar de não ser novidade entre as polícias, Civil e Rodoviária Federal, os 144,8 quilos apreendidos em três bicicletas na BR-463, em Ponta Porã, foram a primeira com ciclistas neste ano em rodovias federais.

Segundo o delegado Cleumir Vieira Júnior, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, o reforço na estrutura é para aguentar além do peso de quem pedala, mais 100 kg de droga.

“As bicicletas normalmente são adaptadas para suportar maior carga. O compartimento de trás também é adaptado. Eles carregam de 50 kg para cima”, comenta o delegado.

Em 12 anos de serviço na região, ele explica que o funcionamento da prática não se assemelha em nada com amadorismo. “São profissionais, primeiro para aguentar a viagem, segundo para conhecer as estradas”.

Na delegacia em que atua, o tráfico usando bicicletas representa 10% das ocorrências de transporte de droga.

“O tráfico vai de adaptando também. Cada vez que muda a fiscalização, eles mudam a forma de desviar da ação da Polícia, mas geralmente andam em grupos, de três a cinco”, ressalta.

A ação é sempre durante a noite e na primeira apreensão do ano não foi diferente. Os três ciclistas fugiram ao avistar a viatura da PRF por volta da 1h da manhã.

“Às vezes a Polícia chega, eles veem, abandonam e correm para o mato. Normalmente vê a Polícia de longe e já foge”, acrescenta.

De acordo com a PRF, os ciclistas não foram presos porque viram de longe a Polícia chegando. “Não foi abordagem, por conta do intermitente a Polícia é vista a dois quilômetros de distância. Daí ele vê e vai embora”, explica o inspetor da PRF, Tércio Baggio.

Caso - A droga apreendida totalizou 144,8 quilos de maconha, dividida em 81 tabletes dentro de seis bolsas de saco plástico. Duas em cada uma das bicicletas. A apreensão foi por volta da 1h da manhã na BR-463, em Ponta Porã. Ao avistar a Polícia, os ciclistas fugiram para o matagal e ninguém foi preso.

Tanto a droga como as bicicletas foram encaminhadas à Polícia Federal de Ponta Porã.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions