A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

10/08/2011 14:18

Assentado é multado em R$ 251 mil por incêndio em lotes e área de reserva

Nadyenka Castro

De acordo com a PMA, autor disse que colocou fogo para fazer limpeza, mas perdeu controle das chamas

Incêndio danificou lotes e área de reserva legal. (Foto: Divulgação)Incêndio danificou lotes e área de reserva legal. (Foto: Divulgação)

Um assentado residente no assentamento Barreiro, em Anaurilândia, a 371 quilômetros de Campo Grande, foi multado em R$ 251.690,00 por incêndio em lotes e área de reserva legal.

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), o homem disse que colocou fogo no lote de sua esposa para fazer limpeza, mas, perdeu o controle das chamas, as quais se alastraram por outros terrenos e à área de reserva.

Segundo a PMA, o fogo consumiu a vegetação em 8,54 hectares do lote da mulher, 20 hectares de dois lotes vizinhos e 44,63 hectares da área de reserva do assentamento.

A PMA efetuou um auto de infração administrativo e multou o autuado em R$ 223.150,00 (R$ 5.000,00 mil por hectare), pela queima da reserva e mais R$ 28.540,00 pela queima no seu e nos lotes vizinhos, perfazendo um total de R$ 251.690,00.

O assentado recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Anaurilândia, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental previsto pela lei de crimes ambientais e, se condenado, poderá pegar pena de dois a quatro anos de reclusão, conforme informações da PMA.

Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...
Falso médico é acusado de matar paciente em hospital do interior
O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou à Justiça e pediu a prisão do falso médico Marx Honorato Ortiz. Ele teria atuado no Hospital Municipal ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions