A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

27/01/2014 22:58

Associação repudia prisão de quatro policiais de MS no Paraguai

Vinícius Squinelo

A prisão de quatro policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, causou revolta na ASC (Associação de Cabos e Soldados da Policia Militar e Bombeiro Militar do estado de Mato Grosso do Sul), regional de Dourados.

Veja Mais
Quatro policiais de MS são presos no Paraguai após perseguição ao PCC
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira

Segundo a associação, a prisão, realizada por policiais paraguaios, foi arbitrária, já que os policias de Mato Grosso do Sul atravessaram a fronteira em perseguição de bandidos, supostamente da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O caso ocorreu na sexta-feira (24). Segundo informações dos sites Pedro Juan News e Ponta Porã Informa, a perseguição teve início no território brasileiro, mas os bandidos tentavam chegar ao Paraguai para fugir das leis brasileiras.

Os homens da PM presos foram identificados como Melin Bachirda da Silva, Hugo Baes Peralta, Luis Roberto da Cruz e João Carlos Baes. Eles foram detidos na noite desta sexta-feira, após a perseguição a um veículo Ford, Fiesta, placas MHX-1467.

Os policiais brasileiros acabaram empreendendo a fuga no país vizinho e acabaram detidos, sendo encaminharam para 2º Comissaria, onde os passaram a noite, por ordem do promotor Sixto Celso Marin.

Os policiais brasileiros foram ouvidos em depoimento na manhã de hoje, pelo promotor de plantão e foram colocados em liberdade.

Confira a nota na íntegra – “A Associação de Cabos e Soldados da Policia Militar e Bombeiro Militar do estado de Mato Grosso do Sul, Regional de Dourados, entidade representativa legal da categoria militar, repudia a ação arbitraria dos policiais que prenderam uma GU das policia militar do estado de Mato Grosso do Sul, quando estava no estado cumprimento do dever que é proteger a sociedade, lamentamos o ocorrido na noite de sexta feira, durante a perseguição realizada aos delinquentes que fugiram ao Paraguai onde terminaram presos os PMs de Ponta Porã, que estavam no cumprimento de seu dever e acreditando em um tratado, acredito que tudo isso não passou de um mal entendido e que não ira acontecer mais, pois o que devemos entender é que estamos na mesma luta, todos nos queremos um pais melhor, vocês fazem parte da nossa luta e não o motivo delas.

Temos certeza que as autoridades de nosso estado já esta conversando com as autoridades do país vizinho, para que episodio lamentável como esse não volte a acontecer”.




Pior que os paraguaios estão certos, a policia não era Federal mas Militar, tava em perseguição.... cade os bandidos? Enfim, o Paraguai que era pra ser terra de ninguem, segue mais a lei do que o Brasil.
 
maximiliano nahas em 28/01/2014 14:36:08
Os paraguaios ainda não conhecem a verdadeira Policia brasileira, queria ver se fosse o pessoal do DOF ou Cigcoe.
 
Marcos Wild em 28/01/2014 12:55:30
Vamos invadir e conquistar o Paraguay, só assim pra acabar com toda essa patifaria que esse pais causa o Brasil, drogas, armas, bandidagem e ETC, só assim para resolver esse tumor preso ao Brasil...
 
kaius Tiberius em 28/01/2014 11:03:14
Bem feito, os paraguaios vem aqui no Brasil fazem o que quiser e ninguém faz nada, vamos dar o troco fazer valer as leis, prender veículos irregulares deles, prender os policiais deles que atravessam para o Brasil etc..o paraguai só vive porque os brasileiros gastam lá..boicotam eles para ver se não baixam as pernas e pedem arrego. Acorda povo Brasileiro..
 
Julino Marim em 28/01/2014 10:23:45
quando aqueles motoqueiros paraguaios ,cruzar a fronteira com suas motos sem placas, e tbm sem capacetes, prendao todas,mostrem que aqui tambem tem leis,eu nao posso andar com minha moto atrasada, imagina sem placa, e ainda sem capacete.
 
natali ferreira em 28/01/2014 10:17:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions