A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

03/09/2012 16:57

Bando que matou piloto atirou quando camionete ainda estava em movimento

Nicholas Vasconcelos

Polícia deve pedir reconstituição do crime nos próximos dias

Weverson e Rafael não deram chance de defesa ao piloto, apontam investigações. (Foto: Rodrigo Pazinato)Weverson e Rafael não deram chance de defesa ao piloto, apontam investigações. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O piloto da TAM, Marco Antônio Leão Ramos, 40 anos, morto em Anastácio no dia 1° de agosto foi atingido quando a caminhonete que dirigia ainda estava em movimento. Weverson Gonçalves Feitosa, 22 anos, e Rafael da Costa Silva, 22 anos, Dayane Aguirre Clarindo, 24 anos, indiciados pela morte dos universitários Breno Luigi Silvestrini de Araújo, 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, 19 anos, e um quarto acusado também vão responder pela morte do piloto.

Segundo o delegado Mário Donizete Ferraz, Rafael, Weverson e Dayane saíram de Campo Grande para roubar uma caminhonete em Aquidauana ou Anastácio. Quando chegaram a Aquidauana, eles pegaram a caminhonete S-10 do pai de Weverson e foram tentar cometer o crime em Anastácio.

Quando chegaram ao município, eles se dividiram e Weverson e Rafael ficaram em um Celta e Dayane e o outro suspeito na S-10, que seria usada como batedor até a Bolívia.

Em Aquidauna, os dois rapazes abordaram o motorista de uma Hilux branca, que saía de uma academia e anunciaram o assalto usando o mesmo revólver calibre 38 usado para matar os universitários. A vítima conseguiu escapar, já que o Celta é menos potente que a caminhonete.

Dayane também participou do roubo e morte do piloto da TAM, Marco Antônio Leão. (Foto: Rodrigo Pazinato0 Dayane também participou do roubo e morte do piloto da TAM, Marco Antônio Leão. (Foto: Rodrigo Pazinato0

A quadrilha então resolveu que o Celta deveria ir em direção a Corumbá para distrair a Polícia e retomaram o plano de roubo, dessa vez com a S-10 em Anastácio. Weverson e Rafael avistaram Marco Antônio saindo de um posto de combustível e com o reboque atrelado a um barco e decidiram cometer o crime.

Segundo o delegado Mário Donizete, o piloto foi escolhido de forma aleatória como os estudantes da Capital e não teve tempo de reagir. “Eles chegaram disparando, o Marco Antônio não teve tempo de nada e não soube o atingiu”, afirmou. Donizete explica ainda que as investigações sobre a morte do piloto foram realizadas somente pelas delegacias de Aquidauana e Anastácio.

Depois de matar o motorista, a dupla seguiu até uma estrada vicinal e tentou desengatar o reboque e como não conseguiram, acabaram abandonado o veículo.

O delegado deve pedir nos próximos dias que o trio seja levado para Anastácio para realizar a reconstituição do crime em Anastácio.

Weverson, Rafael, Dayane foram apresentados nesta segunda-feira (3) pela Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos) pela morte dos universitários, abordados quando saíam do 21 Bar e Lazer, no bairro Miguel Couto. Raul Andrade Pinho, 18 anos, também foi apresentado e assim como o adolescente não tem envolvimento com o assalto e morte do piloto.




E incaceitavel e revoltante imaginar que alguem seja capaz de um crime desse, por nada. Tirar a vida de uma pessoa assim, com essa frieza. Poderia ser qualquer um de nos! Desejo de coracao que a justica seja feita. Tanto a justica do homem quanto a de Deus!
Que a alma dessas estudantes e de Marco estejam em paz!
 
mari borges em 14/09/2012 05:14:29
Que pena que nosso País ter que se modificar em todos aspectos pra que então possamos ter a Pena de Morte, O estilo Confederado dos E.U.A exerce de forma democrática através de pleibicitos esses tipos de leis, Invejo a maneira como se tratam a Segurança Publica nos E.U.A de forma Rigida e repressiva ao extremo, nosso País é o país do Relaxamento Criminal em todas as esferas está na hora de mudar..
 
Leandro Luzio em 04/09/2012 05:24:29
Esses assassinos frios, calculistas e crueis tem que morrer, nao existe outra pena pra eles. O Estado tem que ser processado, por que esses bandidos estavam soltos? Se estivessem presos ou se alguem tivesse consumido com eles, os 2 jovens ainda estariam vivos e nao teriam sido executados tao covardemente. Esse bando merece ser colocado de joelhos em praça publica, ser fuzilado e jogado no esgoto.
 
luci santos em 03/09/2012 07:53:05
Que tristeza o que aconteceu com esses 2 universitarios. Infelizmente estamos diante de um caos, um sistema falido e de um governo omisso, injusto, ineficaz, inoperante e incapaz de aplicar leis mais severas para pelo menos tentar coibir a criminalidade que cresce assustadoramente no Brasil . Isso.tudo porque bandido no Brasil, sabe exatamente o que vai acontecer com ele, ou seja NADA. Para mim esta valendo a Lei do "olho-por-olho e dente-por-dente", ou seja matou, morreu. Ai quem sabe o governo nao endurece essas leis tao amenas que so fazem contribuir com essas atrocidades cada vez mais frequentes. Pena de morte já para esses crimes barbaros, esses parasitas jamais deixarao de assassinar inocentes, portanto eles tambem nao tem direito a.vida. Com certeza a populaçao e o cemiterio agradecerao.
 
luci santos em 03/09/2012 07:37:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions