A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

20/01/2015 12:44

Bebê dá entrada em hospital com braço quebrado e marcas de queimadura

Luciana Brazil
Menino chegou ao hospital com braço quebrado e marcas de queimadura. (Foto: Rádio Caçula)Menino chegou ao hospital com braço quebrado e marcas de queimadura. (Foto: Rádio Caçula)

Uma criança de um ano foi internada, na tarde de ontem (19), no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, com várias marcas de agressões físicas. A criança tinha queimadura e fratura nos braços, um corte profundo no tornozelo, um inchaço no crânio, além de escoriações nas costas, conforme informações do site Rádio Caçula.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

A mãe do bebê, uma garota de 17 anos, levou a criança depois de perceber que o estado de saúde do menino era grave. A assistente social do hospital acionou o Conselho Tutelar do município que fez a denúncia de violência doméstica.

Durante entrevista com as conselheiras, na tentativa de justificar os machucados, a mãe disse que um médico do município de Castilho (SP), -próximo a Três Lagoas- teria receitado a cera de vela. Diante da contradição, o Conselho Tutelar localizou o pai biológico da criança que mora em uma fazenda, na região de Três Lagoas.

Com a chegada dele, a adolescente acabou revelando que é portadora do vírus HIV. A jovem vive com um homem, em um assentamento de Castilho, que desconhece a doença, segundo ela. A adolescente já precisou de abrigo quando tinha 6 anos, já que os pais eram dependentes químicos e precisaram de internação.

A reportagem do Campo Grande News tentou contato com o Conselho Tutelar para saber qual deve ser o destino da criança, mas não obteve sucesso.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions