A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

15/09/2015 12:52

Bilhete indica que médico e esposa foram assassinados por vingança

Caroline Maldonado, Viviane Oliveira e Filipe Prado
Peritos colheram impressões digitais (Foto: Fernando Antunes)Peritos colheram impressões digitais (Foto: Fernando Antunes)
Delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa (Foto: Fernando Antunes)Delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa (Foto: Fernando Antunes)

Um bilhete e outros indícios levam a polícia a acreditar que foi por vingança o assassinato do casal encontrado morto hoje (15), em sítio no assentamento Vale Verde, em Jaraguari, a 44 quilômetros de Campo Grande. O médico aposentado Abner Rodrigues da Silva, 74 anos e a esposa, Irene Barbosa Soares, 52, foram degolados e estavam amarrados em quartos separados.

Veja Mais
Médico e esposa foram amarrados e degolados dentro de casa em sítio
Polícia investiga morte de médico e esposa degolados em sítio

O delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa com a frase “para encontrar escória foi fácil”, por isso acredita que é quase nula a possibilidade latrocínio e pode ter sido vingança ou crime passional. Além disso, o carro está no local e a casa não tem sinais de arrombamento.

Segundo o delegado, será investigado um pedreiro, que teria brigado com o médico por causa de dinheiro. “Ela quase foi decapitada. Essa pessoa era conhecida das vítimas, porque não tem marcas de carro e eles receberam a pessoa em casa, pois não há sinais de arrombamento”, revelou o delegado.

O assassinado pode ter ocorrido no fim de semana, pois no sábado de manhã, o casal foi visto na cidade. O delegado revelou ainda que o crime parece ter sido cometido por apenas uma pessoa e há marcas de pisadas na casa de alguém que estava descalço. Só a cozinha da residência foi revirada.

“Não sabe se a pessoa revirou a cozinha pra achar a faca ou se luta entre assassino e vítimas. Achamo uma faca, próximo a um dos corpos, mas o objeto estava limpo. No banheiro, não tem lixo e há indícios de que alguém tenha se lavado no local”, disse o delegado. Os corpos serão encaminhados para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Campo Grande. Os peritos colheram impressões digitais e apreenderam as cordas e outros objetos.

Caso - O vaqueiro Celso Barbosa Soares, 33 anos, filho de Irene, contou que desde ontem (14), tentava falar com a mãe e não conseguia. Preocupado, ele pediu para um dos caseiros ir até a residência do casal para ver o que havia acontecido.

No local, o funcionário percebeu que as portas estavam abertas e ninguém atendia o chamado. Ele, então, foi até o vizinho e pediu ajuda. Os dois entraram na residência e encontraram o idoso com a perna direita amarrada na cama e com o pescoço degolado. A mulher, foi encontrada em outro cômodo deitada na cama, também degolada e sem a parte de baixo da roupa. O rapaz diz que não tem ideia do que pode ter acontecido.

Crime chocou o assentamento onde o casal residia (Foto: Fernando Antunes)Crime chocou o assentamento onde o casal residia (Foto: Fernando Antunes)
Polícia investiga morte de médico e esposa degolados em sítio
O médico Abner Rodrigues da Silva e a mulher, que não teve o nome divulgado, foram encontrados mortos na manhã de hoje (15), no assentamento Vale Ver...
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions