A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Janeiro de 2017

15/09/2015 12:52

Bilhete indica que médico e esposa foram assassinados por vingança

Caroline Maldonado, Viviane Oliveira e Filipe Prado
Peritos colheram impressões digitais (Foto: Fernando Antunes)Peritos colheram impressões digitais (Foto: Fernando Antunes)
Delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa (Foto: Fernando Antunes)Delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa (Foto: Fernando Antunes)

Um bilhete e outros indícios levam a polícia a acreditar que foi por vingança o assassinato do casal encontrado morto hoje (15), em sítio no assentamento Vale Verde, em Jaraguari, a 44 quilômetros de Campo Grande. O médico aposentado Abner Rodrigues da Silva, 74 anos e a esposa, Irene Barbosa Soares, 52, foram degolados e estavam amarrados em quartos separados.

O delegado Antenor Batista da Silva Júnior, que esteve no local, encontrou um bilhete na casa com a frase “para encontrar escória foi fácil”, por isso acredita que é quase nula a possibilidade latrocínio e pode ter sido vingança ou crime passional. Além disso, o carro está no local e a casa não tem sinais de arrombamento.

Segundo o delegado, será investigado um pedreiro, que teria brigado com o médico por causa de dinheiro. “Ela quase foi decapitada. Essa pessoa era conhecida das vítimas, porque não tem marcas de carro e eles receberam a pessoa em casa, pois não há sinais de arrombamento”, revelou o delegado.

O assassinado pode ter ocorrido no fim de semana, pois no sábado de manhã, o casal foi visto na cidade. O delegado revelou ainda que o crime parece ter sido cometido por apenas uma pessoa e há marcas de pisadas na casa de alguém que estava descalço. Só a cozinha da residência foi revirada.

“Não sabe se a pessoa revirou a cozinha pra achar a faca ou se luta entre assassino e vítimas. Achamo uma faca, próximo a um dos corpos, mas o objeto estava limpo. No banheiro, não tem lixo e há indícios de que alguém tenha se lavado no local”, disse o delegado. Os corpos serão encaminhados para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Campo Grande. Os peritos colheram impressões digitais e apreenderam as cordas e outros objetos.

Caso - O vaqueiro Celso Barbosa Soares, 33 anos, filho de Irene, contou que desde ontem (14), tentava falar com a mãe e não conseguia. Preocupado, ele pediu para um dos caseiros ir até a residência do casal para ver o que havia acontecido.

No local, o funcionário percebeu que as portas estavam abertas e ninguém atendia o chamado. Ele, então, foi até o vizinho e pediu ajuda. Os dois entraram na residência e encontraram o idoso com a perna direita amarrada na cama e com o pescoço degolado. A mulher, foi encontrada em outro cômodo deitada na cama, também degolada e sem a parte de baixo da roupa. O rapaz diz que não tem ideia do que pode ter acontecido.

Crime chocou o assentamento onde o casal residia (Foto: Fernando Antunes)Crime chocou o assentamento onde o casal residia (Foto: Fernando Antunes)
Polícia investiga morte de médico e esposa degolados em sítio
O médico Abner Rodrigues da Silva e a mulher, que não teve o nome divulgado, foram encontrados mortos na manhã de hoje (15), no assentamento Vale Ver...
Vizinhos acionam a polícia depois que mulher é agredida por esposo violento
Mulher de 29 anos teve de ser encaminhada a uma unidade de saúde devido as agressões do marido, 37, que a feriu no rosto durante uma discussão esta t...
Jovem é preso em flagrante depois de ter incendiado a casa da mãe
Jovem de 19 anos foi preso depois de ter incendiado a casa da própria mãe, 43, esta tarde (21) no Jardim Brasilândia em Dourados, cidade a 233 quilôm...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions