A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

24/09/2014 19:33

Bombeiros informam que 13 vítimas de naufrágio estão desaparecidas

Marta Ferreira
A movimentação de resgate das vítimas de naufrágio de barco em Porto Murtinho. (Foto: Edcarlos Oliveira)A movimentação de resgate das vítimas de naufrágio de barco em Porto Murtinho. (Foto: Edcarlos Oliveira)

O Corpo de Bombeiros de Porto Murtinho, município a 431 quilômetros de Campo Grande, informou que das 27 pessoas que estavam no barco-hotel paraguaio Sueño do Pantanal, que virou no Rio Paraguai nesta tarde, treze estão desaparecidas. Um corpo foi localizado e as outras 12 pessoas foram resgatadas com vida. Um tornado provocou o acidente.

Dos desaparecidos, 10 eram turistas, segundo a informação do Corpo de Bombeiros. Homens dos bombeiros e da Marinha estão envolvidos na busca. Ainda não há informações sobre a origem dos turistas que estavam no barco. Eram 16 ao todo.

Veja Mais
Barco-hotel que virou com 27 a bordo era de colônia no Paraguai
Tornado destrói cidade e causa naufrágio de barco com 27 a bordo

O proprietário da embarcação, Luiz Penayo, segundo as informações já apuradas pela reportagem, estava na embarcação, que é voltada ao turismo de pesca.

O barco é da colônia Carmello Peralta, no Paraguai. O naufrágio foi provocado por um tornado que atingiu a cidade, com ventos acima de 90 quilômetros horários, provocando destruição, como a queda de árvores e o destelhamento de imóveis.

De acordo com o prefeito da cidade Heitor Miranda, vai ser decretado estado de calamidade.

Este foi o segundo acidente do tipo desde ontem, quando uma embarcação afundou no Rio Paraguai, na região do Forte Coimbra, em Corumbá, município a 419 quilômetros de Campo Grande. Duas pessoas morreram.

Tempestade - O naufrágio em Porto Murtinho foi uma das consequências de um tornado que atingiu a cidade, com ventos superiores a 90 km, segundo a meteorologia. Mais de cem árvores caíram e imóveis foram destelhados.

O prefeito da cidade, Heitor Miranda, estava em Campo Grande e foi avisado dos estragos. Ele suspendeu os compromissos aqui e está voltando para Porto Murtinho. Miranda informou que vai decretar estado de calamidade. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions