A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

11/06/2011 15:12

Caçadores são presos com queixadas abatidas em Costa Rica

Francisco Júnior

Os caçadores poderão responder por formação de quadrilha

Quatro caçadores foram presos ontem (10), em Costa Rica, por crime ambiental. De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), eles foram encontrados com animais da espécie queixada abatidos.

O flagrante aconteceu depois que a PMA recebeu denúncias de que um grupo de caçadores praticava caça na fazenda Cervo, no município. Ontem, os policiais ficaram sabendo que o grupo saíra para praticar caça mais uma vez. Diante disso, foi solicitado um mandado de busca e apreensão para verificar a existência de animais abatidos na residência de Anilton Fagundes de Carvalho, um dos caçadores.

Na casa dele, foi encontrada no freezer uma sacola com um queixada abatido.

Após o fato, por volta das 17 horas, os policiais foram à fazenda Cervo e Ilson Lopes Batista, Osmiro da Silva Manoel da Silva utilizando várias armadilhas para a caça.

Na residência de Ilson, os policiais apreenderam mais animais mortos, além de uma espingarda calibre 36 e um revólver calibre 38, com munições. Já na casa de Osmiro foram apreendidos mais um animal silvestre da espécie queixada e um revólver calibre 38. Na de Manoel os policiais apreenderam uma espingarda calibre 20.

As armadilhas foram desmontadas da mata e os caçadores foram presos e conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, onde foram autuados pelo crime ambiental. Se condenados poderão pegar pena de seis meses a um ano de detenção, visto que o animal está na lista de espécie em extinção.

Eles também responderão por formação de quadrilha, que prevê pena de uma a três meses de reclusão. Além disso, cada autuado recebeu multa administrativa de R$ 500,00 pelo abate dos animais.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions