A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

28/02/2015 11:08

Câmara instaura CPI para cassar mais cinco vereadores por "farra das diárias"

Ontem os vereadores realizaram sessão extraordinária e dois vereadores foram cassados

Juliene Katayama

A Câmara de Naviraí instaurou uma Comissão Processante para cassar mais cinco vereadores que se beneficiaram da “farra das diárias”. A Casa de Leis tem ao todo 13 vereadores e dos oito afastados, dois já tiveram o mandato cassado.

Veja Mais
Juiz afasta mais 5 vereadores e não deixa nenhum eleito em 2012 no cargo
Vereador se diz inocente, acusa colega e conta sobre “farra das diárias”

Segundo o vereador Luiz Alberto Ávila Silva Júnior, o Júnior do PT, desde segunda-feira (23) foi instaurada a comissão para cassar Moacir Aparecido de Andrade, Jaime Dutra (PT), José Odair Gallo (PDT), José Roberto Alves (PMDB) e Mário Gomes (PTdoB).

Desde o dia 13 deste mês, eles estão afastados do cargo e os suplentes assumiram interinamente. Os cinco vereadores são citados em conversas gravadas pela Polícia Federal e, segundo a denúncia do Ministério Público, eles se beneficiaram do esquema comandado por Cícero dos Santos.

O grupo já tinha sido denunciado em outubro, mas o juiz Eduardo Magrinelli Junior, que cobria as férias de Paulo Cavassa, rejeitou a denúncia afirmando não ver indícios da participação deles nos crimes. O MP recorreu e Paulo reformulou a decisão do colega de magistratura e os cinco vereadores passaram a ser réus na ação penal da Operação Atenas.

Trocas - Outros oito legisladores eleitos em 2012 já estavam fora da Câmara. Cícero dos Santos, Adriano José Silvério e Carlos Alberto Sanches, o Carlão, foram cassados no dia 12 de janeiro deste ano. Marcos Douglas Miranda e Solange Melo, que assim como os três cassados foram presos pela PF no dia 8 de outubro, renunciaram antes da cassação.

Elias Alves (Pros), Gean Carlos Volpato (PMDB) e Vanderlei Chagas (PR), também réus na mesma ação penal, foram afastados no início de novembro e enfrentam processo por quebra de decoro. Alves e Chagas tiveram os mandatos cassados em sessão extraordinária na sexta-feira (27). Volpato conseguiu se livrar, por enquanto, por liminar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions