A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

08/04/2015 10:50

Câmara julga amanhã mais cinco vereadores acusados de corrupção

Réus em ação penal da Operação Atenas, vereadores serão julgados por quebra de decoro

Helio de Freitas, de Dourados
Moacir Aparecido de Andrade, que era vice-presidente de Cícero dos Santos e ocupou o cargo por quatro meses, será um dos cinco julgados amanhã (Foto: Arquivo)Moacir Aparecido de Andrade, que era vice-presidente de Cícero dos Santos e ocupou o cargo por quatro meses, será um dos cinco julgados amanhã (Foto: Arquivo)

Mais cinco dos 13 vereadores eleitos em 2012 no município de Naviraí, a 366 km de Campo Grande, serão julgados amanhã por quebra de decoro e podem perder o mandato por envolvimento no esquema de corrupção desvendado pela Operação Atenas, da Polícia Federal.

Veja Mais
Ação do Gaeco na prefeitura de Naviraí investiga distribuição de remédios
Operação do Gaeco na prefeitura apura irregularidades na saúde de Naviraí

Moacir Aparecido de Andrade, Jaime Dutra (PT), José Odair Gallo (PDT), José Roberto Alves (PMDB) e Mário Gomes (PTdoB) estão afastados dos cargos desde fevereiro deste ano, depois que o juiz Paulo Cavassa de Almeida acatou recurso do Ministério Público e os transformou em réus por organização criminosa.

Todos foram citados em conversas do ex-presidente da Câmara, Cícero dos Santos, gravadas pela PF durante dez meses de investigações. Conforme a denúncia do MP, os cinco vereadores afastados recebiam vantagens financeiras para fazer parte do esquema, principalmente diárias fraudulentas, pagas por viagens que muitas vezes nem aconteceram.

A sessão para julgamento começa às 17h. Moradores da cidade estão se organizando para montarem amanhã cedo um acampamento em frente à sede do Legislativo para cobrar a cassação dos vereadores acusados de corrupção. O presidente da Comissão Processante, Antonio Carlos Klein (PDT), disse hoje ao Campo Grande News que a presidência do Legislativo já solicitou reforço na segurança para evitar tumultos.

Dois vereadores que serão julgados amanhã recorreram à Justiça recentemente para tentar reverter o afastamento determinado pelo juiz de Naviraí. Jaime Dutra entrou com mandado de segurança no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, mas a liminar foi negada no dia 31 de março pelo desembargador Claudio Bonassini da Silva. José Odair Gallo entrou ontem com mandado de segurança no Fórum de Naviraí, mas o pedido de liminar ainda não foi analisado.

Odair José Gallo entrou ontem com mandado de segurança para tentar impedir afastamento (Foto: Arquivo)Odair José Gallo entrou ontem com mandado de segurança para tentar impedir afastamento (Foto: Arquivo)
Jaime Dutra, que será julgado amanhã, recorreu ao TJ, mas não conseguiu reverter afastamento (Foto: Divulgação)Jaime Dutra, que será julgado amanhã, recorreu ao TJ, mas não conseguiu reverter afastamento (Foto: Divulgação)

Cinco já cassados – Cícero dos Santos, apontado como chefe o esquema de corrupção montado na Câmara de Naviraí, foi cassado no dia 12 de janeiro. Além dele, outros quatro vereadores, réus na ação penal da Operação Atenas, já perderam o mandato.

Adriano José Silvério e Carlos Alberto Sanches, o Carlão, foram cassados em janeiro. Elias Alves e Vanderlei Chagas foram cassados no dia 27 de fevereiro. Solange Melo tinha renunciado em novembro, quando ainda estava presa, e Marcus Douglas Miranda renunciou há dois meses, no dia em que seria cassado.

O vereador afastado Gean Carlos Volpato (PMDB) deveria ter sido julgado no dia 27 de fevereiro, mas o prazo do processo contra ele expirou e uma nova Comissão Processante foi instalada em março e tem até 90 dias para concluir os trabalhos.

Todos os 13 vereadores eleitos em Naviraí em 2012 estão fora da Câmara como resultado da Operação Atenas. Os suplentes dos sete cassados ou que renunciaram já foram empossados como titulares e outros seis suplentes ocupam os demais cargos de forma provisória, até a conclusão dos processos de cassação.

Outros réus – Além dos 13 vereadores eleitos, outras cinco pessoas respondem ao processo da Operação Atenas. Carlos Brito de Oliveira, o Baiano, prestador de serviços de sonorização e gravação de imagens para a Câmara de Vereadores, os ex-assessores da Câmara Wagner Nascimento Máximo Antonio, Thiago Caliza da Rocha e Rogério dos Santos Silva e a mulher de Cícero dos Santos, Mainara Géssica Malinski, são acusados de crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, fraude em licitação e peculato.

Mário Gomes chegou a fazer parte da primeira Comissão Processante, mas agora será julgado por quebra de decoro (Foto: Arquivo)Mário Gomes chegou a fazer parte da primeira Comissão Processante, mas agora será julgado por quebra de decoro (Foto: Arquivo)
José Roberto Alves votou contra cassação de Carlão e Adriano, em janeiro; amanhã ele será julgado pela Câmara (Foto: Arquivo)José Roberto Alves votou contra cassação de Carlão e Adriano, em janeiro; amanhã ele será julgado pela Câmara (Foto: Arquivo)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions