A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

24/11/2016 14:30

Câmara pretende julgar até 15 de dezembro vereador que agrediu colega

Renata Volpe Haddad
Pedido de cassação do vereador Edicarlos Oliveira (PSDB) foi protocolado às 11h desta quinta-feira (24) na Câmara de Porto Murtinho. (Foto: Aurora Villalba)Pedido de cassação do vereador Edicarlos Oliveira (PSDB) foi protocolado às 11h desta quinta-feira (24) na Câmara de Porto Murtinho. (Foto: Aurora Villalba)

Foi protocolado no fim da manhã desta quinta-feira (24) pedido de cassação do vereador Edicarlos Oliveira (PSDB), acusado de agredir fisicamente a vereadora Maria Donizete (PT), na manhã de ontem (23). O caso aconteceu dentro de uma sala de reuniões da Câmara Municipal de Porto Murtinho, distante 431 km de Campo Grande.

Veja Mais
Mulheres protestam contra vereador acusado de agredir e ofender colega
Vereadora diz que vai pedir cassação de parlamentar que a agrediu com soco

Segundo a presidente da Câmara, Sirley Pacheco (PMDB), as assinaturas para protocolar um pedido de cassação do vereador, por quebra de decoro parlamentar foram recolhidas no início da manhã e o pedido de cassação foi protocolado às 11h. "Encaminhamos o pedido ao Conselho de Ética e queremos que até o dia 15 de dezembro o vereador seja julgado", informa.

Sirley diz ainda que Oliveira foi reeleito pela terceira vez, o que significa, que continua como vereador no ano que vem. "Os ataques dele são diários e temos vários problemas desde que ele se mudou para a cidade".

Para que o mandato de Oliveira seja cassado, é preciso que seis dos noves vereadores da Casa, votem a favor. "Achamos que hoje ele iria se redimir, mas nem apareceu na sessão. Queremos que a justiça seja feita", finaliza.

Agressão - A vereadora Maria Donizete procurou a polícia ontem para denunciar que foi agredida fisicamente por Edicarlos dentro da Câmara Municipal de Porto Murtinho.

O motivo da briga foi uma postagem da filha dela no Facebook. Os dois vereadores discutiram em uma sala da Câmara. A discussão foi registrada em áudio.

O vereador se manifestou e disse que não houve agressão física ou verbal e que todo o problema foi uma armação para lhe prejudicar perante a população de Porto Murtinho. Ele disse ainda que a parlamentar caiu e bateu a cabeça no chão.

Vereadora diz que vai pedir cassação de parlamentar que a agrediu com soco
A vereadora Maria Donizete dos Santos (PT) irá protocolar o pedido de cassação do vereador Edicarlos Oliveira (PSDB) após ter sido agredida na manhã ...
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
A Polícia Civil de Anastácio, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, prendeu na última quarta-feira (07), dois suspeitos de terem cometido um homi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions