A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/06/2015 12:34

Caravana da Saúde começa atendimentos nesta semana em Paranaíba

Leonardo Rocha

A Caravana da Saúde que tem a intenção de reduzir filas de cirurgias nas 11 microrregiões do Estado, começa seus atendimento na próxima terça-feira (30), no município de Paranaíba, que fica a 422 quilômetros de Campo Grande. A previsão é que façam 1,8 mil cirurgias oftalmológicas e 200 (cirurgias) hospitalares no local.

Veja Mais
Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Desaparecida há dois dias, jovem é encontrada morta às margens da MS-427

Estas ações irão começar na Santa Casa de Paranaíba, com cirurgias nas especialidades de ortopedia, ginecologia e geral aos pacientes que já estão em uma fila de espera da região e agendadas para realização dos procedimentos. Ao todo estão previstas 200 cirurgias hospitalares e 1,2 mil consultas nas especialidades.

Para as cirurgias oftalmológicas se espera 1,8 mil a partir do dia 2 de julho, com previsão de 4,5 mil consultas nesta área. As carretas serão instaladas no campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), na Avenida João Rodrigues de Melo, que fica no bairro Jardim Santa Mônica.

O governo irá realizar o “DIA D” da Caravana no próximo sábado (4), onde além de todos os procedimentos de saúde, também tem a disposição da população uma série de serviços de instituições parceiras, como Corpo de Bombeiros, Tribunal de Justiça, Hemosul, Hospital do Câncer Alfredo Abraão e Polícia Civil.

Nesta edição a Caravana irá contemplar pacientes de toda região de Paranaíba, onde estão os municípios de Inocência, Cassilândia, Aparecida do Taboado. O programa já passou pelas regiões de Coxim, Ponta Porã e Três Lagoas. De acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), este projeto já provou que não se trata de “marketing” e sim de ações efetivas para livrar o Estado da “fila da vergonha”.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions