A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

18/03/2011 18:43

Casal é preso suspeito de esquartejar e retirar feto de adolescente em Costa Rica

Aline Queiroz

Polícia escavou residência e encontrou osso que pode ser da vítima

Servidores da prefeitura fizeram escavação em casa. (Foto: Divulgação)Servidores da prefeitura fizeram escavação em casa. (Foto: Divulgação)

O casal Robson e Inácia foi preso suspeito de esquartejar Vanessa Ferreira da Silva, desaparecida desde 2006. Testemunha-chave no processo aponta ainda que os dois cortaram a barriga dela para retirar o feto, já que a adolescente estava grávida, supostamente de Robson. Apontado como co-autor no crime, um homem identificado como Celso também foi preso.

A garota sumiu em 12 de dezembro de 2006, quando tinha 15 anos. Ela foi vista pela última vez na residência do casal, a Rua J, no Bairro Vale do Amanhecer, em Costa Rica, município distante 305 quilômetros de Campo Grande.

O delegado responsável pelas investigações, Cleverson Alves dos Santos, explica que três testemunhas-chave revelaram detalhes do assassinato e, por este motivo, pediu a prisão temporária dos suspeitos.

A Justiça acatou o pedido, que tem validade de 30 dias. O casal, preso hoje, nega qualquer participação no sumiço da adolescente.

Desde 03 de março a Polícia faz escavação na residência onde o casal morava à época. Durante os trabalhos a Polícia encontrou um osso semelhante ao úmero, do braço.

O osso será submetido à perícia para saber se é ou não de Vanessa.

Vanessa foi vista pela última vez nesta casa, onde Robson e Inácia moravam.

Testemunha ouvida pela Polícia contou que Vanessa disse que dormiria na casa com os dois. Eles mantinham uma espécie de triângulo amoroso e a adolescente estaria grávida do rapaz, conforme outra pessoa ouvida pela Polícia.

Na casa que onde a Polícia fez escavação, mora outra família. O imóvel passava por reforma na época em que Vanessa desapareceu.

Foi feito concreto na casa e, para a escavação, a Polícia teve de retirá-lo. Um mutirão foi feito para terminar os trabalhos nesta casa, mas apenas este osso foi encontrado.

O delegado explica que o advogado do casal disse que no quintal um cão teria sido enterrado depois do desaparecimento da adolescente. No entanto, nenhum osso animal foi encontrado.

“Só havia este osso que é muito parecido com humano”, completa.

Segundo o delegado, um mês depois que Vanessa desapareceu a casa já estava coberta pelo concreto e o casal se mudou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions