A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

20/10/2014 21:38

Chapa impugnada divulga carta em protesto a sindicato de professores

Helio de Freitas, de Dourados
João Vanderley Azevedo é o atual presidente do Simted; por enquanto eleição só tem a chapa de situação homologada (Foto: Eliel Oliveira)João Vanderley Azevedo é o atual presidente do Simted; por enquanto eleição só tem a chapa de situação homologada (Foto: Eliel Oliveira)

A eleição no Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Dourados, a 233 km de Campo Grande, se transformou numa briga política interna na entidade que tem 1.780 filiados. Três chapas se inscreveram para a disputa, que acontece em novembro, mas duas foram impugnadas pela comissão eleitoral e a única chapa homologada é a que tem a atual vice-presidente Gleice Jane Barbosa como candidata a presidente.

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

Na semana passada a comissão responsável em conduzir a eleição rejeitou o recurso impetrado pela chapa “Democracia, Ética e Luta”, encabeçada pelo professor Rafael Spessoto. Conforme ata divulgada no site da entidade, a comissão alega que um dos membros da chapa de Spessoto ocupa cargo de confiança na prefeitura de Dourados, situação que contraria o estatuto do sindicato.

Nesta segunda-feira, a chapa Democracia, Ética e Luta começou a distribuir nas escolas da cidade uma carta acusando a comissão eleitoral do Simted de truculência e de impedir a participação de uma candidatura concorrente. Gleice Barbosa tem apoio do atual presidente, João Vanderley Azevedo.

“Sempre dizemos que não se deve coibir a participação de todos nos processos de escolha dos seus representantes. Porém, estamos vivenciando um momento em que a democracia e o poder de escolha estão sendo negados à nossa categoria, por decisão intransigente de uma comissão eleitoral tendenciosa. Estamos estarrecidos e, ao mesmo tempo, indignados pela forma manipuladora que a nossa chapa foi impugnada. Não podemos nos calar diante de tamanha truculência da comissão eleitoral que tanto fez que culminou em manter apenas a chapa da situação”, afirma a carta distribuída nas escolas da cidade.

A chapa de Rafael Spessoto reclama que o sindicato contrariou o estatuto ao negar o direito de indicar um representante para a comissão eleitoral e denuncia que o presidente da comissão é cunhado de um dos membros da chapa de Gleice Jane. O grupo de oposição também questiona o argumento usado pela comissão eleitoral para a impugnação e diz que o integrante apontado como ocupante de cargo de confiança na prefeitura tem apenas uma função gratificada especial. “A comissão não usou do mesmo princípio na situação do professor Juliano, candidato a vice-presidente na chapa da situação, que ocupa cargo nomeado por ato da secretária de Educação [ele é vice-diretor de uma escola municipal]. A comissão eleitoral tendenciosa deixou passar despercebido”, afirma a carta.

A chapa impugnada alega que a intenção de participar da eleição do Simted é para oferecer aos professores uma opção de “gestão mais participativa, de diálogo, transparência”. Encerra a carta pedindo o direito de participar da disputa: “esperamos que nos seja dado o direito de participar do processo eleitoral, pois não podemos pregar a democracia para nossos alunos e comunidade e vermos alicerçada (...) a democracia por truculência dentro do nosso sindicato, que deveria ser o maior exemplo da democracia para a sociedade”.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa do Simted e encaminhou a carta ao e-mail do assessor, pedindo uma posição do presidente da entidade sobre as denúncias da chapa de oposição. Algum tempo depois foi feito novo contato com o assessor, mas até às 16h30 João Vanderley não havia se manifestado.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions