A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

04/03/2011 13:20

Cheia do rio bloqueia pontes e isola município de Aquidauana

Jorge Almoas e Fabiano Arruda
Moradores estão isolados em Aquidauana. Único acesso, pela estrada-parque, está comprometido (Foto: O Pantaneiro)Moradores estão isolados em Aquidauana. Único acesso, pela estrada-parque, está comprometido (Foto: O Pantaneiro)

A cidade de Aquidauana, localizada a 135 quilômetros de Campo Grande, está isolada por conta da cheia do Rio Aquidauana, que obrigou o fechamento das duas pontes que dão acesso ao município.

A cerca de uma hora e meia, a ponte velha foi interditada totalmente. Na ponte nova, o trânsito de veículos pesados está liberado. A restrição para veículos leves é por conta do risco dos carros serem arrastados pela correnteza do rio, que está sob o asfalto. O Corpo de Bombeiros informou que a interdição na ponte nova pode ser total caso o nível do rio continue aumentando.

Com o fechamento das duas pontes, Aquidauana fica isolada dos demais municípios. O único acesso seria pela ponte da Estrada Parque, que liga o município para os distritos de Piraputanga, Camisão e Palmeiras. Informações extraoficiais dão conta que a cabeceira da ponte na Estrada Parque também está coberta de água, impedindo o trânsito de veículos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ao menos 140 famílias ribeirinhas deixaram suas casas motivadas pela invasão da água do rio em casas e terrenos. O levantamento exato dos desabrigados ainda será realizado, mas estima-se que o número seja maior que o apurado até agora.

“Medimos o nível do rio hoje de manhã e estava com 9,48 metros. Mas agora, a régua sumiu”, relata Sgt. Claudinei Vargas, relações públicas do Corpo de Bombeiros de Aquidauana. Ele diz que a régua tem 10 metros. Durante o dia são feitas três medições, sendo uma no início da manhã, ao meio-dia e no final da tarde.

Por conta do volume de trabalho do Corpo de Bombeiros, 20 ocorrências causadas pela chuva aguardam atendimento em Aquidauana. No município de Dois Irmãos do Buriti, distante 65 quilômetros de Aquidauana, há 55 ocorrências em andamento. Ontem, o prefeito Wlademir Volk decretou estado de emergência no distrito de Palmeiras.

Das 140 famílias que deixaram as casas na margem do rio, grande parte realizou a remoção por conta própria. Em Anastácio, 47 famílias foram removidas, sendo 22 pela prefeitura. Nos casos em que o poder público realiza a retirada dos moradores, eles são encaminhados para o ginásio poliesportivo de Aquidauana.

No entanto, na margem do rio Aquidauana, dentro do município, estima-se que residam 265 famílias ao todo. Próximo ao frigorífico, também é grande o contingente populacional.

Os bombeiros comentaram que o alerta para que as famílias deixem as casas é feito há alguns dias. No entanto, alguns moradores decidem ficar mesmo correndo risco.




Acho importantíssimo divulgação da situação nos rios de nosso estados, principalmente orientando as pessoas que devem começar a deixar a capital para desfrutar dos rios já que temos um feriado prolongado pela frente e ainda o primeiro fim de semana com pesca liberada, desta forma creio que as informações devam ser precisas para que não aconteçam acidentes e frustração para quem for pego de surpresa com as enchentes.
 
Edmilson Alves em 04/03/2011 03:12:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions