A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

13/04/2013 09:15

Chuva enche rios, tira famílias de casa e destrói pontes e estradas

Nadyenka Castro
Em Aquidauana, rio de mesmo nome transbordou. (Foto: O Pantaneiro)Em Aquidauana, rio de mesmo nome transbordou. (Foto: O Pantaneiro)

Desde o início deste mês chove praticamente todos os dias em Mato Grosso do Sul. A precipitação ficou mais forte no fim da passada e desde então a situação está crítica em municípios cortados por rios.

Veja Mais
Chuva causa pane nos semáforos de vários cruzamentos na Capital
Campo Grande e Miranda registram 46 milímetros de chuvas em 7 horas

É o caso, por exemplo, de Aquidauana, Miranda, Bela Vista e Porto Murtinho. Nestes locais os rios transbordaram, famílias estão fora de suas casas e há pontes e estradas intransitáveis. Até aulas foram suspensas.

Em Aquidauana, o rio de mesmo nome chegou a ficar sete metros acima do nível normal. Mas, na manhã deste sábado estava com quatro, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Segundo a chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Assistência Social, Cintia Venâncio Fagundes, diversas famílias que moram muito perto do rio tiveram que sair de casa.

Havia 15 famílias, cerca de 70 pessoas, no abrigo da Prefeitura, no ginásio municipal. Destas seis famílias já retornaram. Todos recebem medicamentos, alimentos e têm atendimento psicológico e recreação.

Conforme Cintia, há famílias também em casas de parentes. Ela explica que os ribeirinhos só retornam para as residências após vistoria técnica e limpeza. Por conta das chuvas dessa sexta-feira e deste sábado, as análises foram suspensas.

Em Miranda, o rio de mesmo nome está seis metros acima do nível normal e, de acordo com o coordenador de Defesa Civil do município, Roberto Lopes Ferreira, há 15 famílias desalojadas (em casa de parentes) e 12 em abrigos.

Em Bela Vista, o rio já está no nível normal, mas as chuvas danificaram 21 pontes e deixaram 40 quilômetros de vias intransitáveis . Há sete famílias desabrigadas e 31 desalojadas.

Como há muitas vias intransitáveis na área rural, as aulas estavam sendo realizadas em horário especial e devem ser suspensas a partir de segunda-feira, conforme informa Claudinei Zanete, assessor da Prefeitura de Bela Vista. O município decretou situação de emergência.

Em Porto Murtinho, a chuva alagou várias residências e também deixou ruas intransitáveis. O dique transbordou, mas, o rio Paraguai não. Várias vias do município se transformaram em rio.

Maior quantidade - De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Ivinhema e Ponta Porã estão entre os maiores volumes de chuva do País neste sábado, mas, ainda não foram registrados estragos. Também tiveram grande quantidade de precipitação Corumbá e Paranaíba.

Em Campo Grande, até o início da manhã havia chovido 46 milímetros. Vários pontos de risco são monitorados pela Prefeitura.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions