A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

29/09/2014 09:44

Cidade tem fim de semana violento com três jovens assinados e dois feridos

Helio de Freitas, de Dourados

O fim de semana foi marcado pela violência em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Três jovens foram assassinados e outros dois ficaram feridos entre a madrugada e a noite de domingo. Os crimes ocorreram em locais diferentes da cidade, mas o que chama a atenção é a idade das vítimas – os três mortos tinham 16, 18 e 25 anos e os feridos 20 e 21.

Veja Mais
Trecho da BR-163 é liberado após um mês de obras de recuperção
Desmoronamento afeta único acesso pavimentado a município de MS

No Jardim Rasselen, região sul da cidade, por volta de 4h30 da madrugada de domingo o churrasqueiro Claudinei Mengues, 38 anos, conhecido como Chico, foi preso em flagrante acusado de matar a golpes de faca o enteado Wesley Rodrigues da Silva, 16, e o amigo do rapaz, Rafael Aparecido Telles de Oliveira, 25. Os dois receberam pelo menos cinco golpes de faca. Wesley e Rafael eram amigos e trabalhavam juntos em uma empresa de paisagismo.

O duplo assassinato ocorreu na casa onde Claudinei morava com a mãe de Wesley, na rua Italívio de Souza Pael. O churrasqueiro foi preso porque outro rapaz, também amigo de Wesley, teria ficado do lado de fora da casa e correu quando viu os dois rapazes mortos.

Ele encontrou uma viatura da Polícia Militar passando pelo bairro e relatou aos policiais o ocorrido. Claudinei foi encontrado na casa, sujo de sangue. Ele não apresentou resistência e disse que matou o enteado e o outro rapaz durante uma briga, para se defender. Mesmo assim foi autuado em flagrante por duplo homicídio e está preso no 1º Distrito Policial de Dourados.

Claudinei contou que na noite anterior tinha brigado com a mãe de Wesley e com o próprio adolescente, que teria retornado na madrugada de domingo para pegar as roupas dele e da mãe, mas o acusado rebate essa versão e alega ter sido agredido pelo enteado e pelo amigo ao abrir a porta. Ele afirma que a faca usada no crime estava com os rapazes.

Na cena do crime os policiais também encontraram uma enxada, que teria sido usada pelos rapazes para tentar arrombar a porta da casa, segundo a versão do acusado.

Outro assassinato – A polícia ainda não informou se já possui pistas das pessoas que estavam num VW Fox, apontadas como autoras do assassinato de mais um jovem, Vitório Samuel Almeida Durante, 18 anos, ocorrido na noite de domingo, na Rua Cornélio Cersózimo de Souza, na Via Cachoeirinha. O amigo dele, Hugo Felipe Marques dos Santos, 21, também ficou ferido e está hospitalizado.

Segundo a polícia, Vitório estava na garupa da moto pilotada por Hugo quando foram alcançados pelo grupo que estava no Fox e um dos ocupantes começou a atirar. Vitório levou três tiros nas costas e morreu no local. Mesmo ferido, o rapaz conseguiu buscar socorro.

Em março deste ano, Vitório já tinha sido vítima de um atentado à bala em frente a uma boate no centro da cidade. Após uma briga dentro da boate, ele foi ferido na coxa esquerda. Dejonathan Paes dos Santos, 26, morador na Vila Cachoeirinha, foi preso acusado de atirar no rapaz. A polícia investiga se o assassinato de Vitório tem ligação com esse episódio ocorrido há quase sete meses.

Facadas – No sábado à noite, o índio Maicon Centurião Garape, 20, foi ferido com dois golpes de faca em um bar na Avenida Presidente Vargas, próximo à reserva indígena. Ele teria discutido com o homem identificado como Anderson. Além de ser esfaqueado, Maicon foi atingido com golpes de capacete na cabeça e está internado em estado grave.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions