A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/02/2013 14:29

Cinco paraguaias e uma brasileira são resgatadas de prostíbulo

Nadyenka Castro

Cinco paraguaias e uma brasileira foram resgatadas de um prostíbulo, em Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, na madrugada desta quinta-feira. O dono do local foi preso.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Duas paraguaias procuraram a Polícia Civil e contaram que tinham sido agredidas pelo dono do ‘Bar das Paraguaias”, onde trabalhavam. Elas relataram que brigaram no local e que o dono as havia mandado embora de lá.

A PM (Polícia Militar) foi chamada, foi ao comércio e o proprietário, de 31 anos, confirmou que as mulheres trabalhavam no local.

Segundo a PM, as duas inicialmente declararam que tinham sido aliciadas para prostituição, mas, depois negaram.

Diante da situação, os três foram encaminhados à PF (Polícia Federal), sendo verificado que o bar era um prostíbulo com seis mulheres mantidas em trabalho análogo à condição escravo.

As seis mulheres, sendo cinco paraguaias, foram libertadas. As estrangeiras estavam com documentação irregular e foram notificadas a deixar o Brasil.

O dono do bar foi preso em flagrante pela PF por tráfico internacional de pessoas, rufianismo (tirar proveito da prostituição), manter casa de prostituição e ter trabalhadores em condição análoga à escravidão. A esposa dele foi indiciada pelos mesmos crimes, mas, não foi presa porque não houve flagrante.

Conforme a PF, as prostitutas tinham que pagar por roupas que utilizavam para trabalhar e pela hospedagem. Além disso, os comerciantes eram quem recebiam os pagamentos pelos programas, não repassando o valor total.

No Brasil, a prostituição não é crime, mas, a exploração é.




Não estou entendendo o sobressalto. A prostituição, apesar de condenável, existe no mundo todo. Agora, alguém esperava que o dono do estabelecimento arcasse com todos os custos como hospedagem e roupas e ainda repassasse o valor total às prostitutas? Seria o mesmo que um salão de beleza repassasse o valor total para as manicures. Então, que se fechem todos os prostíbulos do Brasil. O que não seria nada mal.
 
JOSÉ DE ALENCAR SANTELLI em 02/03/2013 11:44:32
como se isso não tivesse em campo grande.. lamentavel...
 
mario panziera junior em 28/02/2013 19:07:38
HEPA!!!! ISTO É A NOVELA DAS 8HS A SALVE JORGE ... KKKK ESTÁ ACONTECENDO NO BRASIL BEM PERTO DA GENTE QUE HORROR , MENOS DE 400KM DAQUI QUE TERRÍVEL ISTO !!!!
 
ELY MONTEIRO em 28/02/2013 17:29:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions