A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

24/06/2015 13:15

Com 15 ônibus novos, cidade inicia mudança no sistema de transporte

Com novo sistema, passageiro que usa cartão pode trocar de ônibus em qualquer ponto de Dourados sem precisar pagar nova tarifa

Helio de Freitas, de Dourados
Novos ônibus do sistema de transporte público de Dourados; veículos são branco e azul, mas empresa é a mesma de duas décadas (Foto: Chico Leite/Divulgação)Novos ônibus do sistema de transporte público de Dourados; veículos são branco e azul, mas empresa é a mesma de duas décadas (Foto: Chico Leite/Divulgação)

Começou a ser implantado em Dourados, a 233 km de Campo Grande, o novo sistema de transporte público, criado pela prefeitura após os protestos de estudantes universitários, em 2013.

Veja Mais
Jovem cai em golpe de recarga premiada e deposita R$ 20 mil para estelionatário
Lagoa transborda com temporal e alaga casas e ruas de cidade de MS

As primeiras mudanças já estão sendo feitas e nesta quarta-feira chegaram 15 ônibus novos, comprados pela empresa Medianeira, que explora o serviço na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul há pelo menos duas décadas.

Neste ano a prefeitura fez uma nova licitação do transporte público, mas apenas a Medianeira apresentou proposta e assinou outro contrato de concessão.

Os novos ônibus são azul e branco com uma faixa amarela – cores da bandeira do município. Marcelo Sacol, diretor da empresa em Dourados, informou que os veículos mais novos que já rodam na cidade serão pintados com as novas cores. “Os carros que serão trocados dentro de dois anos vão continuar amarelos e quando forem substituídos, os novos já serão azul e branco”, explicou.

Cartão – A primeira mudança com o novo sistema já está em vigor. O passageiro que adquirir o cartão da Medianeira poderá trocar de ônibus em qualquer ponto da cidade, desde que faça a mudança dentro do tempo de 40 minutos após o embarque. Antes, essa mudança, chamada de integração temporal, só podia ser feita no terminal de transbordo, localizado na área central.

A integração só pode ser feita para um novo destino, ou seja, se o passageiro embarcar no Parque das Nações poderá descer no centro e pegar outro ônibus para o Jardim Flórida, por exemplo. Se quiser voltar para o bairro de origem, mesmo que dentro do tempo de 40 minutos, terá de pagar nova passagem.

O cartão custa R$ 5 e vem carregado com duas passagens. A partir daí o usuário poderá recarregar quantas vezes quiser e com o valor que necessitar. O cartão pode ser adquirido no terminal rodoviário de Dourados, no terminal de transbordo e na Cidade Universitária, onde funcionam os campi da UFGD e da Uems.

Dinheiro – O morador poderá continuar usando dinheiro para pagar a passagem – que em Dourados custa R$ 2,50 desde 2011. Entretanto, neste caso ele não tem direito à integração temporal e se precisar ir para outro destino terá de pagar uma segunda passagem.

De acordo com a prefeitura, um levantamento feito pela Medianeira mostrou que na semana passada ocorreram 15 mil integrações na cidade, com apenas 30 reclamações, ou seja, os usuários do transporte público estão se adaptando bem às mudanças.

Universitários – A prefeitura informou que até o final de julho, quatro novos ônibus especiais, com maior capacidade de lotação, passarão a ser usados pela Medianeira para transporte de universitários.

Segundo a empresa, a maioria dos estudantes já usa o cartão e muitos deles já faziam a integração temporal no transbordo. Na cidade, os universitários pagam metade da passagem – R$ 1,25.

Próximas etapas – Em julho a prefeitura começa a fazer mudanças nas linhas de ônibus que atendem os bairros. O novo sistema, elaborado por uma empresa especializada do Rio Grande do Sul, estabelece a presença do transporte público a pelo menos 500 metros de cada bairro da cidade onde exista demanda de passageiros.

Outra inovação será a construção de dois terminais de ônibus nos dois extremos da Avenida Marcelino Pires – um na saída para Campo Grande e outro na região oeste, próximo ao Parque Antenor Martins. Ainda não existe previsão de quando começam as obras.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions