A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/07/2013 18:12

Com estrutura física comprometida, cela de delegacia é interditada

Viviane Oliveira
Situação da cadeia em Itaquiraí é precária. (Foto: divulgação) Situação da cadeia em Itaquiraí é precária. (Foto: divulgação)

Com a estrutura totalmente comprometida, a cadeia pública de Itaquiraí, anexa à delegacia de Polícia Civil do município, foi parcialmente interditada. A decisão é do juiz Deyvis Ecco, da comarca do município.

Veja Mais
Com prédios "desabando", policiais civis cobram reforma de delegacias
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

De acordo com a portaria, apenas oito presos poderão ser mantidos na unidade atendendo o limite máximo de quatro detentos por cela, além disso, o juiz pediu a transferência de outros seis para o presídio de Naviraí, no prazo máximo de cinco dias.

O presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Alexandre Barbosa da Silva, disse que os presos da unidade vivem em condições subumanas. “Esse cenário compromete a saúde e a integridade física dos presos, dos policiais civis e da população que procura atendimento”, diz.

O Sinpol já denunciou o caos na estrutura de diversas delegacias à Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) e também à Assembleia Legislativa. 

Além da situação precária de Itaquiraí,  de acordo com relatos do Sinpol ao deputado estadual Pedro Kemp (PT), a delegacia de Polícia Civil de Brasilândia está com rachaduras nas paredes, forros e o telhado estão danificados e quando chove, o imóvel alaga. 

Em Paranaíba, a unidade tem problemas hidráulicos e elétricos “provocando verdadeiro caos nos banheiros”. Nas celas há problemas nas grades e nas fechaduras.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions