A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

26/09/2012 09:34

Com frio de 9 graus, dia é de recuperação de estragos em Caarapó

Paula Maciulevicius

Os ventos que ontem atingiram 75 quilômetros por hora ainda persistiram durante a madrugada

Foram muros derrubados em casas e comércios e hoje continua a distribuição de lonas, até que a chegada de telhas.(Foto: CaarapóNews)Foram muros derrubados em casas e comércios e hoje continua a distribuição de lonas, até que a chegada de telhas.(Foto: CaarapóNews)

A manhã seguinte aos estragos causados pela chuva em Caarapó, município distante 283 quilômetros de Campo Grande está sendo de levantamentos dos danos e muito trabalho na limpeza da cidade.

Isso tudo debaixo de muito frio. Na região, os termômetros marcam 9°C no início desta quarta-feira, mas a mínima durante a madrugada foi de 6,7°C, sentidos principalmente por quem teve de deixar a casa para se abrigar com familiares, amigos e vizinhos.

Os ventos, que ontem atingiram 75 quilômetros por hora, ainda persistiram durante a madrugada. Por duas vezes nesta quarta-feira, as rajadas fizeram 40 quilômetros por hora. Na cidade a boa notícia é que a chuva com granizo deu uma trégua.

Segundo a secretaria de Assistência Social de Caarapó, foram de 20 a 30 casas que desabaram por completo e pelo menos 100 famílias que saíram para dormir em outras casas. Abrigos foram preparados, no entanto não foi preciso.

Ontem, desde que os estragos vieram à tona, 300 famílias foram atendidas pela Assistência Social do município. (Foto: CaarapóNews)Ontem, desde que os estragos vieram à tona, 300 famílias foram atendidas pela Assistência Social do município. (Foto: CaarapóNews)

“Graças a Deus não precisou abrigar. As pessoas foram solidárias e levaram as famílias para casa”, disse ao Campo Grande News a secretária Évinei Arce Oliveira.

Ontem, desde que os estragos vieram à tona, 300 famílias foram atendidas de imediato pela Assistência Social do município. “Jogamos lona em algumas situações e hoje estamos fazendo o levantamento. Vamos ver se conseguimos entregar telhas, mas ainda bem que saiu o sol hoje”, completou.

Além de casas, estruturas da prefeitura também sofrerão danos. O Centro de Referência de Assistência Social, construído há dois anos ficou destelhado, assim como o asilo do município.

Na região, o distrito que também registrou maior dano foi o de Cristalina, onde equipes da prefeitura de Caarapó também fazem o levantamento nesta manhã.

A secretaria de Obras do município está na limpeza desde a meia-noite. Com graves danos materiais, o secretário Roberto Maitan, contabiliza 200 casas. “Mas chegou a atingir 900”, disse.

Foram muros derrubados em casas e comércios e hoje continua a distribuição de lonas, até que a chegada de telhas.

O prefeito de Caarapó Mateus Palma de Farias (PR), disse em entrevista nesta terça-feira que os prejuízos poderiam chegar a R$ 500 mil. Devido a gravidade dos danos, a prefeitura prepara o decreto de situação de emergência.

A meteorologia se baseia nos índices marcados em Juti, município distante 45 quilômetros de Caarapó, porque na cidade atingida não há medição meteorológica. Segundo o meteorologista Natálio Abrahão, a chuva ontem na região foi de 59,4 milímetros. Para os próximos dias, a tendência é de que a temperatura comece a subir.

“Quanto às variações de vento, é a Primavera, de ventos e chuvas fortes. Tudo é possível e não só em Caarapó, como em todo o Estado”, finaliza Abrahão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions