A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/05/2011 10:01

Com nova prisão, morte de idosa que teve orelha cortada é reaberto em Anastácio

Fabiano Arruda

Preso ontem, segundo envolvido narra detalhes do crime que chocou o município no ano passado

Polícia Civil prendeu gato louco ontem e deu detalhes do crime. (Foto: O Pantaneiro)Polícia Civil prendeu "gato louco" ontem e deu detalhes do crime. (Foto: O Pantaneiro)

O caso da morte de uma idosa, de 70 anos, numa barbárie que chocou o município de Anastácio, em junho do ano passado, teve novos desdobramentos apresentados ontem pela Polícia Civil. À época, Maria Ingrácia foi agredida, violentada e teve a orelha cortada. Morreu após 40 dias internada em coma.

As duas novidades são a prisão de outro envolvido e a constatação da participação dos mesmos criminosos em outro caso de estupro de uma jovem que também teve a orelha decepada em janeiro deste ano.

No crime contra a idosa, as investigações chegaram a Alef Marcelino Dias, menor da idade na ocasião, que confessou ter feito tudo sozinho. Ontem, no entanto, a Polícia Civil de Aquidauana prendeu Miguel Junior Ferreira Paim, conhecido como “gato louco”, que narrou todos os detalhes da ação.

Em depoimento ao delegado Mario Donizete, Miguel afirmou ter conhecido Alef em Aquidauana, nas proximidades da rodoviária, enquanto ingeriam bebidas alcoólicas. Alef teria chegado junto com seu padrasto, conhecido apenas como Reginaldo. Após a sessão bebedeira, o trio resolveu roubar uma idosa, pois sabiam que ela teria recebido dinheiro.

Ao chegar à residência, Miguel se encarregou de bater palmas e, no momento em que a idosa saiu, foi empurrada e agredida por Reginaldo. Inconsciente, a vítima foi violentada pelos três. Não contente, Alef cortou uma das orelhas da idosa com uma faca e ainda confessou ter defecado na boca dela. Após o crime monstruoso, os parceiros voltaram a beber até altas horas.

Maria Ingrácia foi socorrida com vida, encaminhada à Capital, onde ficou internada em coma profundo e morreu depois de 40 dias.

Em janeiro deste ano, desta vez, Miguel e Alef repetiram a dose. Agiram contra Janaina Gomes Rodrigues, de 22 anos. A vítima foi estuprada, teve a orelha arrancada e permaneceu internada ainda por 15 dias, mas não resistiu e morreu.

Alef conseguiu voltar à cena porque, na época do crime contra a idosa, era menor de idade e cumpriu apenas 45 dias de medida sócio educativa.

Posteriormente foi preso por assalto em uma loja de confecção em Aquidauana. Já Miguel foi trazido de Nioaque, ontem, quando foi preso por decreto de prisão preventiva. (Com informações do site O Pantaneiro)




Como cobrar justiça para estes monstros ,sendo que quem fais as leis deste pais são pessoas que nois mesmo elegemos, o que teria que ser feito é o povo ter comciencia e deixar de votar em troca de um prato de comida ,e saber que na verdade monstro são essas pessoas que atrás de um terno se diz representante do povo. como explicar que para se e eleito um deputado gasta mais de dez milhos sendo que o salario dele nos quatro anos de mandato não passaria de dois milhos quem é o monstro . pense nisso. Elias camilo ong renascerms
 
Elias camilo em 29/05/2011 09:25:06
Que saudade do Cel.Adib !!! será que não tem ninguem para tratar dessas crianças
 
vitor rojas em 29/05/2011 09:05:14
UM MONSTRO DESSE TERIA QUE MORRER COM REQUINTES DE CRUELDADE PARA SERVIR DE EXEMPLO PARA OS DEMAIS.
AGORA EU PERGUNTO AOS DIREITOS HUMANOS VOCÊS JA FORAM LA NA CASA DESSA VITIMA SABER SE OS FAMILIARES ESTÃO PRECISANDO DE ALGUMA COISA?
OU OS PARENTES DELA NÃO SÃO HUMANOS?
OU PARA SER HUMANO TEM QUE SER BANDIDO?
HÁ ESTAVA ME ESQUECENDO DE PERGUNTAR A ELES, ESSE MONSTRO É HUMANO?
 
João Simões em 28/05/2011 11:38:21
Eu acho que tem que fazer as mesmas coisas com eles que fizeram com as vitimas, porque está um absurdo estes meliantes, nosso estado podia pedir para ter repreenções diferenciadas, ai estas imundices pensariam duas vezes antes de cometer estes tipos de crimes. coitadas das vitimas e de seus familiares, e depois a familia destas pragas ainda recebem dinheiro do Governo, aliás nosso.
 
GRACIETE ADOLFO em 28/05/2011 11:25:23
Esses monstros merecia, no mínimo, prisão perpétua.
 
jose alfredo de melo em 28/05/2011 11:15:19
Cometeram esse crime e cometerão novamente até que um que tenha coragem meta uma bala na cabeças desses bandidos, mesmos sendo de mnores. Pois é a impunidade qeu faz o ladrão. Nosso país está cehio de politicos corruptos, menores assassinos, latrocidas, isto porque sabem que a lei não os querem na cadeia, dá despeza e não sobra muito para os poderes racharem. Enquento isso os honestos que pagam seus impostos, são violentados, roubados, ultrajados e, os grandões são protegidos pelas melhores policias e sendo pagos por aqueles que realmente pagam e não tem retorno de seus impostos. quanod se pegam em flagrante, esses bandidos deveriam serem fuzilados em praça pública, duvido se os demais não pensariam duas vezes antes de praticarem um crime semelhante. Vai que a moda pega, iria faltar balas para os fuzilamentos, se entrassem na fila os ladrões dos cofres públicos, rsrsrsrsrsrsr
 
Kamél El Kadri em 28/05/2011 08:52:27
Qualquer penas para esses monstros é pouco pelo que eles fizeram com as vítimas
 
Silvana Medeiros Machado em 28/05/2011 07:56:50
cada vez mais estarrecida eu fico com esse tipo de notícia que tem se tornado tão comum. E aonde vamos parar, agora que as regras para se manter monstros desse tipo presos está para ser mudada e para melhor (para eles, é claro)? O que nos resta fazer a partir de então? Cadê os políticos que foram eleitos por nós, para representar nossos anseios, cuidar da nossa segurança e de nossos entes amados? RESPONDAM ELES essas indagações!
 
catarina santos martins em 28/05/2011 01:26:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions