A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

18/01/2012 11:37

Com prazo de internação vencido há 3 meses, Maníaco da Cruz espera decisão do TJ

Marta Ferreira
Maníaco está em Unei de Ponta Porã. (Foto: João Garrigó)Maníaco está em Unei de Ponta Porã. (Foto: João Garrigó)

Mais de três meses depois de vencido o prazo legal para a internação de Dionathan Celestrino, de 19 anos, que em 2008 assassinou três pessoas e ficou conhecido como o Maníaco da Cruz, a Justiça ainda não se manifestou sobre o pedido de liberdade para o Jovem. Ele permanece, então, na Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã.

Veja Mais
Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga

A liberdade para ele foi pedida no dia 8 de outubro do ano passado, pela Defensoria Pública, sob o argumento de que a lei só permite internação por 3 anos de adolescentes que cometem infrações, nome jurídico para crimes quando envolvem menores de 18 anos.

O pedido foi negado pela Vara da Infância e Juventude em Ponta Porã. A Defensoria, então, entrou com pedido de habeas corpus no TJ (Tribunal de Justiça).

Em novembro, a liminar foi rejeitada pelo desembargador Romero Osme Dias Lopes. Em sua manifestação, o MPE (Ministério Público Estadual) defendeu que o Maníaco não seja solto.

Ainda não houve a decisão definitiva, pois o processo aguarda a anexação do laudo psiquiátrico, a partir do exame feito em dezembro. Embora todo o processo seja sigiloso, por envolver fatos cometidos quando Dhionatan era menor de idade, quando ele foi submetido a exame psiquiátrico, o médico responsável revelou que o quadro sugeria psicopatia.

Esta semana, o desembargador solicitou que esse laudo seja anexado ao processo, para a decisão.

Como a lei impede internações por mais de 3 anos, para não voltar ao convívio da sociedade, a solução seria uma interdição judicial, já

solicitada pelo MPE, e também aguarda a resposta da Justiça.

Enquanto isso, Dhionatan permanece na Unei de Ponta Porã, onde seu comportamento é considerado tranquilo.

Se o TJ rejeitar o pedido de liberdade, o caminho da Defensoria Pública vai ser acionar o STJ (Superior Tribunal de Justiça.

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...
Marido agride mulher e tenta se enforcar em seguida, mas vai preso
Depois de agredir a esposa, de 45 anos, homem de 26, tentou se enforcar, mas acabou preso, esta noite (10) em Vicentina, a 255 quilômetros de Campo G...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions